VÍDEO: Ex-dirigentes confirmam que PROS vendeu tempo de TV ao PT em 2014 | RP

Ex-dirigentes do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) confirmaram à revista “Veja” a informação de delatores da Odebrecht de que a legenda vendeu seu tempo de rádio e tv à campanha de Dilma Rousseff e Michel Temer em 2014. VEJA A REPORTAGEM DO JORNAL NACIONAL CLICANDO AQUI

Ainda de acordo com a revista, esses dirigentes afirmaram que o PROS vendeu, por R$ 2 milhões, seu tempo de rádio e tv para candidatos que disputavam eleição para governos estaduais em 2014.


De acordo com eles, a venda foi feita às campanhas de Paulo Skaf, candidato do PMDB em São Paulo; Delcídio do Amaral, candidato do PT em Mato Grosso do Sul; Marconi Perillo, candidato do PSDB em Goiás; e Anthony Garotinho, candidato do PR no Rio de Janeiro.


O PROS negou, em nota, as acusações. De acordo com o partido, todas as doações de campanha que recebeu foram “devidamente prestadas a Justiça eleitoral.” O PROS afirmou ainda que os ex-dirigentes do partido que falaram à revista “não fazem parte do PROS, foram expulsos do partido e desde então tentam intervir na executiva por meio de ações judiciais infrutíferas, inclusive, com uma delas extinta diante da ilegitimidade ativa deles.”


O presidente Michel Temer afirmou que não vai se pronunciar. O PT disse que não vai comentar as denúncias. A reportagem contatou a assessoria da ex-presidente Dilma Rousseff, mas não havia obtido reposta até a última atualização desta reportagem.

Veja ao fim da reportagem o que dizem os partidos e políticos citados.

Em depoimento ao Ministério Público Federal dentro de acordo de delação premiada no âmbito da Lava Jato, o ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, Alexandrino Alencar, afirmou que o PT orquestrou um esquema para a compra do tempo de rádio e tv de cinco partidos que faziam parte da coligação de apoio à candidatura de Dilma: PROS, PCdoB, PRB, PDT e PP.


De acordo com Alexandrino, cada partido receberia R$ 7 milhões, que foram pagos pela Odebrecht. Ainda de acordo com ele, o intermediário da operação foi o então tesoureiro da campanha presidencial de Dilma, Edinho Silva, hoje prefeito de Araraquara (SP).

De acordo com a mais recente edição da revista “Veja”, o ex-deputado federal pelo PROS Salvador Zimbaldi admitiu que recebeu de Alexandrino Alencar um pacote contendo dinheiro, que foi repassado ao partido.

Zimbaldi, de acordo com a revista, disse que ficou sabendo depois que dentro do pacote havia R$ 500 mil e que se tratava de parte do pagamento pela venda do tempo de tv do PROS ao PT.

O ex-deputado contou, ainda segundo Veja, que pegou o pacote a pedido do presidente do PROS, Eurípedes Junior. Depois de recebe-lo das mãos de Alexandrino Alencar, contou Zimbaldi, o pacote foi entregue a um funcionário do partido, que o levou a Brasília.

Por meio de nota, o presidente do PROS, Eurípedes Junior, afirmou que “nega com veemência as acusações.”

O ex-tesoureiro e fundador do PROS, Niomar Calazans, disse à revista ter testemunhado a transação. Ele afirmou que, antes do primeiro turno da eleição de 2014, Eurípedes Junior, que estava negociando o tempo de tv com o PT, teria comentado com ele: “vai entrar uma grana boa aí, fechamos acordo com a Dilma.”

Segundo Calazans, o dinheiro teria ido para o bolso do presidente do partido e abastecido campanhas políticas na forma de caixa dois.

O presidente de honra do partido, Henrique José Pinto, também acusa o atual presidente Eurípedes Junior. Ele disse que, na época, chegou a comentar com Eurípedes se os R$ 7 milhões não eram dinheiro demais. Segundo Henrique José Pinto, Eurípedes teria respondido: “é pouco, vale R$ 50 milhões.”

Henrique José Pinto, de acordo com a revista, também afirmou que o PROS vendeu tempo de rádio e tv às campanhas de Paulo Skaf, candidato do PMDB em São Paulo; Delcídio do Amaral, candidato do PT em Mato Grosso do Sul; Marconi Perillo, candidato do PSDB em Goiás; e Anthony Garotinho, candidato do PR no Rio de Janeiro.

O presidente de honra do PROS, afirmou, segundo a Veja, que “o Eurípedes pediu R$ 10 milhões a cada candidato nos estados, mas acabou fechando por R$ 2 milhões.”

O que dizem os citados

PROS

“O PROS preza pela autonomia das executivas estaduais, respeitando as conjunturas políticas locais e as diretrizes partidárias, no que se refere às suas bandeiras de atuação, como por exemplo, a redução de impostos e as políticas públicas voltadas para a saúde, educação, segurança, transporte, energia renovável, agricultura sustentável, turismo e cultura, entre outras áreas. Não houve enriquecimento do presidente do partido. Com relação a Salvador Zimbaldi, que era o presidente do estado de SP na época e não é mais, ele que responda pelas acusações feitas a ele. Não houve qualquer pedido do presidente nacional do partido para que ele recolhesse qualquer valor de doação eleitoral ilegal”, diz o partido na nota.


O PROS afirmou ainda que “todas as suas doações de campanha foram devidamente prestadas a Justiça eleitoral”. Informou ainda, sobre os ex-dirigentes citados pela “Veja”, que “essas pessoas que confirmaram algo não fazem parte do PROS, foram expulsos do partido e desde então tentam intervir na executiva por meio de ações judiciais infrutíferas, inclusive, com uma delas extinta diante da ilegitimidade ativa deles.”


PDT

“Em primeiro lugar é importante esclarecer que o ônus da prova cabe ao acusador. O PDT foi o primeiro partido político que declarou oficialmente apoio à chapa de Dilma Rousseff. Foi no dia 10 de junho de 2014, quando a então candidata Dilma Rousseff foi ao partido em ato público amplamente divulgado pela imprensa. Isso já comprova, diante das datas apresentadas pelo delator, que o anúncio aconteceu meses antes do suposto pagamento. O PDT irá agir no âmbito da Justiça e tomar as medidas necessárias para que o delator comprove o que afirmou. Para nós está clara a tentativa de ganhar algum tipo de benefício contra seus crimes, inventando calúnias contra o PDT.”


Edinho Silva

O prefeito de Araraquara, Edinho Silva, que foi tesoureiro da chapa Dilma/Temer em 2014 afirmou em nota que “a grande maioria dos partidos que formavam a coligação de 2014 já integrava o governo. Portanto, era natural que apoiassem sua reeleição.”

Edinho Silva disse ainda ser “muito estranho acusar as alianças da campanha Dilma de compra de tempo de televisão já que todas as demais candidaturas também formaram alianças” e que “causa estranheza tal acusação, mais estranho ainda que uma empresa do porte da Odebrecht não tivesse autonomia para optar pela legalidade de suas doações.”

Ele afirmou ainda que “sua atuação como coordenador financeiro se deu dentro das normas legais e as doações estão declaradas ao TSE.”


Anthony Garotinho

Garotinho afirmou que “nunca ouviu falar desse assunto.”


Marconi Perillo

“A formação da coligação eleitoral do governador Marconi Perillo se deu segundo critérios de afinidade propositiva, estritamente de acordo com as regras estabelecidas pela legislação eleitoral.”


Paulo Skaf

Skaf disse desconher totalmente o assunto.


Delcídio do Amaral

“O PROS compôs a chapa majoritária ao governo de MS com consequente apoio ao partido e aos seus candidatos conforme demonstrativo do TSE”, disse o ex-senador. Delcídio afirmou ainda que “o mesmo apoio ocorreu com os demais partidos que compuseram a chapa do Delcídio.”

A reportagem entrou em contato mas não havia obtido, até a última atualização deste texto, retorno de PCdoB, PP e PRB.

FONTE/IMAGENS: TV Globo/G1

Anúncios

Justiça determina o retorno de Rivael Borges para a procuradoria de Planaltina Goiás | RP

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás determinou em 2ª Instância o retorno do advogado Dr. Rivael Borges ao posto de Procurador Municipal de Justiça de Planaltina. 
Um Acórdão publicado em 18 de Abril de 2017 e assinado pelo Relator do processo, o Desembargador Ivo Favaro deu parecer favorável para Dr° Rivael Borges, ordenando o seu retorno, atestando sua aptidão e idoneidade para desempenhar o cargo de Procurador.


IMAGENS/FONTE: Jornal Feira de ideias

Processo de cassação do prefeito Dr° Davi avança e testemunha de defesa é detida | RP

Aconteceu nesta quinta-feira (27) a continuidade da audiência de julgamento do Prefeito de Planaltina Goiás, Dr° Davi. Uma testemunha faltou à audiência por que estava viajando e o Juíz marcou a continuidade da audiência para o dia 08/05 ás 13:00 para que a última testemunha seja ouvida.


Após mais de 6 horas de audiência, uma testemunha de defesa acabou sendo detido por falso testemunho, negou que houve uma reunião na empresa ‘Viação Expresso Planaltina’ e que se falou sobre transporte e acabou sendo levado para o CIOPS preso. O clima também ficou tenso entre advogado de defesa de Davi e Juíz.


Todas as testemunhas confirmaram que houve reunião tanto na casa do candidato a vereador como na sede da empresa. Outras testemunhas também confirmaram que houve pedido de voto.

O desfecho dessa história segue nos próximos capítulos e a gente acompanha tudo.


IMAGEM: Facebook/DrDavi

FONTE: Internet

Prefeito vai atrás de pediatra que chegou atrasada e apóia permanência dela | RP

Na manhã desta quinta-feira (27), o Prefeito de Planaltina Goiás, Dr° DVi, foi até o Hospital Santa Rita de Cássia após pedidos da população para que a Drª Risonize permaneça no quadro de funcionários do hospital.

Na última semana, um vídeo publicado nas redes sociais viralizou após um ‘flagrante’ de um morador em que a médica estaria chegando atrasada no hospital. O vídeo publicado na página do facebok ‘Barão a favor do povo’ já tem mais de meio milhão de visualizações e milhares de comentários além de mais de 11 mil compartilhamentos. VEJA O VÍDEO


 O Dr° Davi juntamente com a comissão de vereadores Lindomar, Almerio Barros, Genival Fagundes e Nando, estiveram no Hospital Maternidade Santa Rita de Cássia em apoio ao pedido da comunidade para permanência da pediatra Drª Risonize que havia realizado o pedido de saída do quadro de funcionários do hospital, após a denúncia pelo não cumprimento de sua carga horária.


 Pacientes, médicos e colegas testemunham constantes plantões que ultrapassam horário de 11 até mesmo chegando ás 01:00 onde sua carga horária deveria se encerrar as 19h. 

    

Selecionamos alguns comentários dos internautas sobre o caso, veja abaixo:


IMAGENS/FONTE: Internet/divulgação

Câmeras de segurança registram ação de assaltantes no setor Sul de Planaltina-GO | RP

As imagens foram flagradas pela câmera de um estabelecimento no setor Sul. Era por volta das 11:00 da manhã quando um veículo parou e dois assaltantes desceram do carro e anunciaram o assalto levando o celular de um homem que aguardava o ônibus, veja as imagens do momento CLICANDO AQUI

Facebook usa ferramenta para combater notícias falsas que são compartilhadas | RP

O Facebook vai começar a orientar seus usuários sobre como identificar notícias falsas, informou Luis Olivalves, diretor de parceria de mídia do Facebook para América Latina. A notificação contendo uma espécie de guia já é exibida no topo do feed de notícias de todos os usuários do Brasil e de outros 13 países, todos grandes mercados para a rede social.


“É uma ação informativa, para compartilhar um pouco do conhecimento adquirido através da rede para identificar um conteúdo que pode ser falso ou que tenha informação duvidosa”, diz.


Segundo o executivo, o guia enfatiza que analisar os detalhes da página que veicula a notícia é a chave para notar indícios de que a veracidade da informação é contestável. “Para uma pessoa que não está em contato todos os dias com conteúdo não é tão natural identificar uma fonte, saber consultar a URL ou não ser tão seduzida por uma chamada, vamos dizer, especulativa.” 


VIRAL

Elementos como esse são chamarizes criados para fazer a página gerar empatia com o usuário e deslanchar na rede social. “A notícia falsa tende a ‘viralizar’ de forma mais rápida do que o conteúdo normal, de fonte verificada.” Por isso, as orientações farão os usuários questionar se data de publicação e imagens incluídas condizem com o conteúdo e até que se perguntem se a história contada é, na verdade, uma farsa ou brincadeira.


As dicas presentes no guia foram elaboradas em parceria com a First Draft, uma organização sem fins lucrativos que dissemina boas práticas para elaborar, consumidor e analisar conteúdo verossímil na internet.


O Facebook já possui mecanismos voltados a combater notícias falsas. Um deles tem o objetivo de afastar produtores de notícias falsas da plataforma e outro, disponível por ora só nos Estados Unidos, França e Alemanha, para avisar usuários de que um link contém informações falsas.


Primeiro passo


No Brasil, diz Olivalve, o guia “é um primeiro passo na redução no número de conteúdos de notícias falsas” voltado a usuários. “O que a gente sente hoje é uma responsabilidade grande em ajudar a reduzir essa distribuição, porque no final estamos falando da experiência das pessoas, o que nos preocupa muito é garantir que o Facebook seja um lugar em que elas possam se conectar com seus amigos e familiares, mas também com suas fontes de conteúdo de preferência e compartilhar momentos relevantes pra sua vida. Não compartilhar momentos que sejam falsos.”


Voltada a países tão diversos como Brasil, Mianmar, Estados Unidos e Itália, a ação educativa não possui, no entanto, variações focadas nas peculiaridades regionais. “A notícia falsa, em si, o estilo adotado, a forma empregada, é global. As boas práticas são as mesmas que a gente usa outras regiões e tem muito mais a ver com como interpretar um artigo do que com o conteúdo.”


O executivo do Facebook diz que a rede social não possui um levantamento dos assuntos que costumam ser alvo com maior frequência em notícias falsas. Mas, ainda assim, é possível constatar algumas características desses conteúdos.


“O que a gente percebe a partir do comportamento [desse conteúdo] é que isso ocorre com temas que estão dominando as discussões”, diz, e completa: “a grande maioria não tem uma finalidade específica de machucar ou prejudicar alguém, tem o objetivo econômico de gerar tráfego para alguma propriedade externa”.


Reduzir o alcance financeiro dos editores e produtores de conteúdos que “enganam os usuários”, diz Olivalve, é um dos pilares da estratégia do Facebook de privilegiar o jornalismo de qualidade.


O que ocorre com as notícias falsas no Facebook


Quando usuários apontam que há informações falsas em alguma publicação, o primeiro passo é o Facebook encaminhar a denúncia para as equipes que analisam abusos na rede social – é a mesma que verifica reclamações por discurso de ódio, racismo, violência, por exemplo. Caso não tenham resposta imediata, o segundo passo é repassar a demanda para entidades de checagem de fatos.


No Brasil, o processo se encerra na primeira etapa. Em seu ciclo completo, no entanto, a iniciativa funciona em três países: Estados Unidos, França e Alemanha. Neles, os grupos de “fact checking” têm prazo de 72 horas para produzir um diagnóstico. Caso a informação seja falsa, o Facebook toma quatro atitudes, duas voltadas aos usuários e outras duas para encurtar o alcance financeiro dessas publicações (no Brasil, as “notícias falsas” são punidas, mas apenas focam o bolso dos editores).


O que acontece com as “fake news” no Facebook do Brasil:


    A relevância do post indicado como “notícia falsa” é bastante reduzida no feed de notícias, para que os usuários tenham de rolar muitas vezes a linha do tempo do aplicativo até encontrar a história;

    O Facebook impede que esse conteúdo seja “promocionado”, isto é, que ele seja impulsionado para mais pessoas em troca de pagamento.


O que também acontece com as “fake news” no Facebook dos Estados Unidos:


    As postagens que tiverem compartilhado o link receberão um banner indicando que as informações presentes nele foram contestadas, que entidades publicaram relatos precisos dos fatos e onde podem ser lidos.

    Todos os que quiserem compartilhar o link serão avisados de que as informações daquela página foram checadas e onde é possível ler essas análises.


FONTE: G1

Coreia do Norte ameaça atacar porta-aviões dos Estados Unidos | RP.

A Coreia do Norte anunciou neste Sábadoo (22) que estava pronta para atacar um porta-aviões dos Estados Unidos para demonstrar seu poderio militar, em um momento em que dois navios da marinha japonesa se juntaram a um grupo norte-americanos para realizar exercícios no Pacífico Ocidental.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou ao porta-aviões USS Carl Vinson que navegue para as águas da península coreana em resposta à crescente tensão sobre os testes nucleares e de mísseis do Norte e as ameaças de atacar os Estados Unidos e seus aliados asiáticos.


Os Estados Unidos não especificaram onde está o porta-aviões. O vice-presidente americano Mike Pence disse no sábado (22) que ele chegaria na região da Coreia “dentro de dias”, mas não deu mais detalhes.


“Nossas forças revolucionárias estão prontas para combater o porta-aviões nuclear com um único ataque”, disse um artigo no jornal “Rodong Sinmun”, do Partido dos Trabalhadores, que comanda o país..


O jornal comparou o porta-aviões a um “animal grosseiro” e disse que um ataque seria “um exemplo real para mostrar a força de nossos militares”.


O comentário foi realizado na página três do jornal, depois de um artigo de duas páginas sobre a inspeção do líder Kim Jong em uma fazenda de porcos.


Na sexta (21), a Coreia do Norte prendeu um homem coreano-americano de cerca de 50 anos, o que elevou para três o total de cidadãos dos EUA detidos no país.


O homem, Tony Lim, esteve na Coreia do Norte por um mês ensinando contabilidade na Universidade de Ciência e Tecnologia de Pyongyang. Ele foi preso no aeroporto ao tentar deixar o país.


A Coreia do Norte celebrará o 85º aniversário da criação do Exército do Povo Coreano na terça (25). O país costuma marcar aniversários como esses com testes de armas.


O país conduziu ao menos cinco testes nucleares, dois deles no ano passado, e trabalha para desenvolver mísseis capazes de alcançar os Estados Unidos.


O avanço nuclear norte-coreano é um dos maiores desafios de segurança internacional que confrontam o presidente dos EUA, Donald Trump.

Trump prometeu impedir que a Coreia do Norte seja capaz de atingir os EUA e afirmou que todas as opções estão na mesa, incluindo um ataque militar.


IMAGEM: Ilustrativa

FONTE: Diário de Goiás

Polícia Militar de Planaltina Goiás recupera carro roubado no setor Norte | RP

EM PATRULHAMENTO PELO SETOR NORTE, POLICIAIS FORAM ACIONADOS PELO SOLDADO DANIEL QUE HAVIA UM VEÍCULO CLONADO SENDO ‘FIAT STRADA’ DE COR VERMELHA. O PATRULHAMENTO FOI INTENSIFICADO ONDE LOGRARAM ÊXITO EM LOCALIZAR O CARRO ESTACIONADO. COMPARECEU O SUPOSTO PROPRIETÁRIO E APRESENTOU A DOCUMENTAÇÃO. AS PLACAS, CRLV E MARCAÇÕES DO VIDRO ESTAVAM EM PERFEITAS CONDIÇÕES.


 AO VERIFICAR A MARCAÇÃO DO CHASSI, CONTATARAM QUE HAVIA SIDO REMARCADO. CHEGOU NO LOCAL O VERDADEIRO PROPRIETÁRIO QUE APRESENTOU A CHAVE REVERSA ONDE FEITO O ACIONAMENTO DO ALARME E PARTIDA CONFIRMOU QUE O CARRO ERA CLONADO. A PLACA OSTENTADA ERA ‘OVT 6685 DF’, PORÉM A ORIGINAL ERA ‘ONR 4876 GO’. O INDIVÍDUO QUE ESTAVA COM VEÍCULO INFORMOU QUE COMPROU O CARRO DE UM TERCEIRO ONDE TAMBÉM FOI LOCALIZADO PELA EQUIPE. 


ESSE TERCEIRO INFORMOU QUE PEGOU O VEÍCULO EM UMA TROCA EM DOIS TRATORES NA MÃO DE ‘PESCOÇO’, MORADOR DA CIDADE DE FORMOSA-GO. DIANTE DOS FATOS, FORAM CONDUZIDOS OS ENVOLVIDOS AO CIOPS ONDE FORAM APRESENTADOS JUNTAMENTE COM O VEÍCULO PARA O POLICIAL CIVIL DE PLANTÃO PARA AS DEMAIS PROVIDÊNCIAS.

EQUIPE CHARLIE:

CABO AMORIM 

SOLDADO FERNANDO FERREIRA

FONTE/IMAGENS: PM

Mulher teria falecido por omissão de socorro no hospital de Planaltina Goiás | RP

Segundo Antônio (esposo) era por volta das 10:00 quando ele levou a esposa ao Hospital Santa Rita de Cássia – HSRC. Marli sentia dores no peito e estava muito cansada, chegando ao hospital, ela passou por uma triagem, mediram a pressão arterial e disseram que ela estava tudo bem, e deram a ficha verde. Preocupado com o estado de Marli, seu Antônio pediu a ficha amarela (que tem um pouco mais de urgência), mas segundo Antônio, as enfermeiras debocharam dele, dizendo que ela estava andando, falando, que não era um caso de emergência. Sete horas depois, Dona Marli veio a óbito.

Mônica, filha de Marli, não se conforma com a morte da mãe, segundo ela, Marli estava aparentemente bem, era forte e alegre. “Era uma boa mãe, me ajudava, era alegre, não fazia mal a ninguém, passava sempre sorrindo aí pra todo mundo”


No certidão de óbito a causa da morte está como ‘A esclarecer por exames complementares’. O marido da vítima está indignado por achar que a causa da morte é por negligência médica, e por isso registrou um boletim de ocorrência. ”Eu quero justiça, quero que seja investigado” desabafa.


O Delegado Cristiomário Medeiros, responsável pelo caso, diz que iniciou uma investigação para saber se houve omissão de socorro ”Nós instauramos um inquérito policial, o Sr. Antônio já foi ouvido aqui na delegacia. O hospital vai ser oficiado pra informar como foi o atendimento, que diagnóstico teve, encaminhar as fichas de atendimento pra gente saber se realmente teve algum tipo de crime nessa questão”


O diretor do hospital, Aldir Ribeiro, conta que Planaltina Goiás está sobrecarregada de pacientes. ”Não está faltando médicos, oque está acontecendo é que a nossa demanda é grande e nós estamos atendendo muitos pacientes do DF e cidades vizinhas de Planaltina Goiás”, “[…] É raro alguém ficar 5 horas, em 1/2 horas a pessoa já está sendo atendida e tomando medicação inclusive” conta o diretor do hospital, mas não é isso que a população tem vivenciado.


‘Como pode uma cidade com mais de 90 mil habitante ter só um posto de saúde por que não pode nem chamar isso de hospital’.


A equipe de reportagem da RecordTV esteve no hospital e oque não faltou foi reclamação do hospital. VEJA O VÍDEO AQUI