Arquivo da categoria: ESTUDOS

Corpo de Bombeiros de Planaltina-GO oferece curso de primeiros socorros gratuito | RP

A Companhia Independente Bombeiros Militar de Planaltina Goiás está abrindo a última turma de 2018 para o Curso de Primeiros Socorros do Programa Capacitar para Salvar. Este programa tem como finalidade trazer noções básicas de Primeiros Socorros para a população a fim de salvar vidas. Quer participar? Aproveite porque está é a última turma de 2018. Basta se inscrever no site: http://www.bombeiros.go.gov.br/capacitar-para-salvar

O próximo curso será no dia 29 de Novembro de 2018, quinta-feira.

Todos os participantes receberão certificado emitido pelo CBMGO.

Venha rápido porque as vagas são limitadas e o curso é gratuito.

Qualquer Dúvida entrar com contato com a administração da Companhia Independente Bombeiro Militar de Planaltina de Goiás em horário comercial, de segunda a sexta das 08 às 18 horas: (61) 3637-8398.


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Anúncios

Serão abertas as inscrições para o EJA em Planaltina-GO, saiba como participar | RP

A Escola Municipal Darcy Ribeiro, torna público à sociedade que estará realizando o Exame de Classificação, para os alunos que desejarem ingressar na Modalidade da Educação de Jovens e Adultos, conforme resolução CME 020/2012. O candidato que se interessar em participar deste exame, deverá fazer pré matrícula na Secretaria desta unidade de ensino, nos dias 03/07/2018 à 17/07/2018, no horário das 14:00 às 20:00 horas.

O exame de Classificação será aplicado no dia, horário e local:

Dias: 18 e 19 de Julho
Horário: 19 horas
Local: Escola Municipal Darcy Ribeiro
Endereço: Área especial – setor oeste – Caic mussum Planaltina Goiás.


REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Não terminou os estudos? Faça a prova do Encceja, as inscrições começaram hoje! | RP

Se você parou de estudar, mas precisa terminar os estudos, faça agora mesmo a sua inscrição no Encceja 2018, um exame gratuito do INEP.

Para você entender como fazer a sua inscrição e não ficar com dúvidas e nem ter problemas lá na frente (como: esquecer senha, esquecer email etc, impossibilitando saber o resultado da prova depois, leia todo o texto e as nossas dicas!) 💡 as inscrições começam às 10h de hoje (16) e terminam dia 27/04 às 23:59. A prova acontece dia 5 de Agosto.

OQUE É ENCCEJA?

O Encceja 2018 é um exame voltado para as pessoas que não tem o diploma do ensino fundamental e ensino médio e que precisam do diploma. A prova é totalmente gratuita e para fazer a prova referente ao diploma do ensino fundamental, a pessoa que irá se cadastrar deve ter no mínimo 15 anos no dia da prova, e para quem pretende fazer a prova de ensino médio, a pessoa deve ter no mínimo 18 anos no dia da prova. Se você já é maior de 18 anos, parou no ensino fundamental e deseja concluir o ensino fundamental e o médio tudo em uma só vez, você irá se inscrever para fazer a prova do ensino médio, pois com ela, já inclui o ensino fundamental. A escolha de qual prova irá fazer é opcional, mesmo não tendo o diploma do ensino fundamental é possível fazer a prova para obter o ensino médio!

A prova do Encceja é uma ótima oportunidade para quem não teve a oportunidade de estudar no período regular e que necessita muito do diploma para mudar a realidade educacional e profissional da própria vida, muitas pessoas perdem oportunidade de uma melhor qualificação profissional por falta do diploma do ensino médio. E com o diploma na mão é possível fazer um curso técnico, faculdade. Ou seja, ter uma vida acadêmica. O primeiro passo é fazer o Encceja e concluir o básico.

Para fazer a inscrição é absolutamente muito fácil, nós preparamos um passo a passo para você não se perder no meio do processo de inscrição, siga rigorosamente e faça a inscrição no Encceja 2018, lembrando que é muito importante respeitar o passo a passo para que nenhum dado seja marcado incorretamente ou incompleto.

Passo a Passo para fazer inscrição encceja 2018

1º passo: Você acessará o site do Encceja, em seguida preencherá o CPF, data de nascimento e digitar o código de segurança que irá aparecer na tela;

2º passo: Logo em seguida aparecerá uma tela com os dados pessoais, alguns já pré-preenchidos, preencha os dados pessoais restantes, em seguida preencha o endereço e clica em próximo;

3º passo: Marque se você precisa de atendimento especializado;

4º passo: Confira todos os seus dados se estão corretos, e clique em próximo;

5º passo: Indique o nível de prova que quer obter certificação, a cidade onde você deseja realizar a prova e a instituição certificadora, onde você terá que pegar seu certificado caso passe na prova; (ATENÇÃO: VOCÊ DEVE MARCAR TODAS AS 4 PROVAS SE É A SUA 1° VEZ FAZENDO O ENCCEJA. VOCÊ SÓ PODE ESCOLHER CASO TENHA FEITO O ENCCEJA 2017 E REPROVOU EM ALGUMA PROVA ESPECÍFICA E AGORA PRECISA REFAZE-LA)

6º passo: Confirme todos os dados e clica em próximo;

7º passo: Preencha o questionário sócio-econômico com dados verdadeiros e confirme;

8º passo: Digite os telefones e emails de contato, e uma senha que será usado na hora de obter o resultado do Encceja 2018. Pronto sua inscrição foi concluída com sucesso. DICA💡 (MUITA ATENÇÃO: jamais esqueça a senha que você criou, pois você precisará dela para daqui alguns meses entre no site do INEP para saber se conseguiu passar. O email (que pode ser do gmail, por exemplo) jamais deve ser esquecido, pois caso você esqueça a senha, vai precisar dele para recuperar a senha. Se esquecer a senha e email, ainda poderá recuperar através do número de telefone que usar na inscrição. Anote e guarde a sua senha, email e telefone cadastrados na inscrição, verifique se estão todos corretos. Ah, e não vá esquecer a senha do email se você criou um só para se cadastrar, hein?)

OBS: Antes de concluir o cadastro, verifique se todas as informações pessoais, socio-econômicas e de contato estão corretas, caso esteja confirme e imprima o cartão de inscrição.

Agora que você já conclui seu cadastro, aproveite a tela com todos os seus dados e imprima a ficha de inscrição, isso é importante para que você tenha salvo todos os dados que serão necessários no dia de ver o resultado. Faça a inscrição imediatamente e faça uma boa prova do Encceja! Inscrições Encceja 2018 aqui: ENCCEJA 2018 – INSCREVA-SE AGORA

Planaltinense pesquisadora da UnB viaja até a Antártica | RP

Pesquisadora da UnB na Antártica conta curiosidades sobre continente polar

Estudante de doutorado Júlia Viegas, de 28 anos, moradora de Planaltina Goiás, integra equipe de programa que pesquisa briófitas. Grupos se revezam em períodos de 30 dias no local.

Há pouco mais de um mês, um grupo de quatro pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) está acampado na Antártica, região conhecida pelas temperaturas mais baixas do planeta. A expedição investiga espécies vegetais nativas do continente e o impacto das alterações climáticas nesse ecossistema.

A partir de fevereiro, a estudante de doutorado da UnB, Júlia Viegas, vai se juntar ao grupo, dessa vez para coordenar a expedição composta por pesquisadores chilenos e australianos. Esta é a terceira vez que a Planaltinense viaja para a região polar para coletar tipos específicos de musgo, que supostamente só acontecem no continente.

“Na Antártica nosso objetivo é entender a diversidade genética. Fazemos um comparativo entre as espécies que vivem no norte e no sul. Investigamos como ocorreu o processo de dispersão para que elas aconteçam nos dois polos.”

A partida será no Rio de Janeiro com o avião Hércules, da Força Áerea Brasileira. A aeronave fará escala no Rio Grande do Sul e de lá seguirá rumo ao Chile. No país, a pesquisadora da UnB deve seguir de navio – administrado pela Marinha do Brasil – por cinco dias até a ilha Robert, local onde também já esteve acampada em 2015.

Já no continente de gelo, a rotina, segundo a pesquisadora, se divide entre o trabalho em campo para coleta de espécies, tarefas de manutenção do acampamento e até o convívio social com equipes de outros países que também investigam a vida nos polos. Em um mês, a expedição percorre grande parte dos 132 quilômetros de extensão da ilha.

Durante o deslocamento a equipe se comunica via rádio com o navio da Marinha. O grupo recebe diariamente informações climáticas e ajuda no deslocamento entre pontos da ilha.

“Sempre é necessário que um alpinista acompanhe o grupo, por questões de perigo no ambiente. Lá todo mundo também ajuda a cozinhar e a manter o acampamento limpo.”
Pinguin de Adélia, espécie encontrada na Antártica

Temperatura negativa
A sensação de frio é constante, conta a pesquisadora da UnB. Na Antártica, no período entre dezembro a março, a temperatura varia de -5 a 5 graus. De acordo com a doutoranda Júlia Viegas, a variação chega a ser considerada “amena” quando comparada com a sensação térmica, que pode ser bem inferior.

“Dependendo do local e condições climáticas, a sensação térmica na Antártica chega até a 32 graus negativos.”
Para conviver com o frio intenso, os estudiosos brasileiros usam roupas especiais e botas adquiridas com o apoio da Marinha brasileira. Além de aquecer os corpos, alguns tecidos também são impermeáveis e facilitam a conservação do calor e o deslocamento na neve.

Nos acampamentos, a situação é “mais restrita”, conta Júlia. “O banho tem que ser em um dia sem chuva e sem vento”, uma vez por semana. Diariamente a limpeza é feita por meio de lenços. Como a região facilita o congelamento da água, a neve precisa ser descongelada para o uso pessoal.

“Pegamos a neve em camadas inferiores, derretemos e usamos no banho. Chegamos a adaptar um balde, fizemos furos e utilizamos como chuveiro.”

Contribuições científicas
Para a pesquisadora que fará a terceira viagem ao continente polar, a sensação de contribuir para estudos ambientais é de “maravilhamento”. “É um local muito restrito, que poucas pessoas têm acesso, já que é mais voltado para pequisa.”

A contribuição científica citada pela doutoranda diz respeito à investigação do poder dos vegetais objetos de análise: as briófitas. De acordo com a pesquisa, este é o segundo maior grupo de plantas terrestres – em número de espécies – e tem potencial medicinal.

As briófitas funcionam também como “bioindicador de qualidade ambiental”. Este potencial é aproveitado para estudos sobre mudanças climáticas no planeta.

Já na medicina, a pesquisa dos estudantes da UnB pode ser aproveitada em trabalhos que investigam o potencial antifúngico, anti-inflamatório e antibiótico dos musgos. “Nosso trabalho pode ser base para essas outras pesquisas que têm função mais específica”, explica.

Todo o material coletado na Antártica é desidratado e transportado para Brasília para posterior identificação e extração do DNA das espécies.

“É um privilegio poder contribuir para pesquisa de nosso país. É extremamente satisfatório”, afirma Viegas.

Fonte: G1

Exame de classificação para o EJA será realizado, saiba mais; | RP

A Escola Municipal Darcy Ribeiro de Planaltina Goiás informa que estará realizando o EXAME DE CLASSIFICAÇÃO para os alunos que desejarem ingressar na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos conforme resolução CME n°020/2012. O candidato que se interessar em participar deste exame deverá fazer pré-matrícula na Secretaria desta unidade de ensino no horário das 14h ás 20h.

Abaixo os horários e locais do exame de classificação.

Dias: 15 e 16 de Janeiro de 2018.
Horário: 19h
Local: Escola Municipal Darcy Ribeiro

Fonte: Prefeitura De Planaltina

Arqueólogos dizem ter descoberto onde ‘Papai Noel’ foi enterrado | RP

Arqueólogos turcos afirmam ter descoberto o lugar em que São Nicolau, o “Papai Noel”, está enterrado. A suspeita dos pesquisadores é que ele tenha sido sepultado nas camadas subterrâneas da igreja de São Nicolau, na província de Antália, ao sul da Turquia, apontado como local de seu nascimento. As informações são dos jornais The Guardian e The Telegraph.

·

Anúncio

·

  

    Estudos arqueológicos indicaram que o subterrâneo da capela contém um templo quase totalmente intacto que abriga as sepulturas. “Obtivemos bons resultados, mas o trabalho real começa agora”, afirmou Cemil Karabayram, chefe da Autoridade de Monumentos da Antália. “Chegaremos ao fundo e quem sabe acharemos o corpo intocado de São Nicolau.”

    Acreditava-se que os restos de São Nicolau, bispo celebrado por presentear e fornecer ajuda aos mais pobres, haviam sido levados à cidade de Bari, na Itália, após terem sido roubados do distrito de Demre, local da igreja. Segundo essa versão, as partes teriam sido transferidas a Bari após invasões muçulmanas ao Império Bizantino na Primeira Cruzada, 700 anos após a morte do santo, que teria ocorrido em 343 depois de Cristo.

   

    Agora, no entanto, baseando-se em documentos oficiais, os arqueólogos sustentam que os restos mortais do Santo que foram levados a Bari foram confundidos com os de um sacerdote local.

FONTE: Estadão conteúdo