Arquivo da categoria: POLÍTICA

Eleitor goiano tem seis meses para tirar ou regularizar situação eleitoral



Os eleitores de todo o Estado de Goiás terão até o dia 04 de maio de 2022, para realizarem o cadastro eleitoral ou regularizarem sua situação perante a justiça eleitoral. Isso significa dizer que o eleitor que não resolver suas pendências até a data estipulada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) estará impossibilitado de exercer o voto ou se candidatar nas próximas eleições.

A data também é o prazo máximo para as pessoas que querem transferir seu título de eleitor para outra cidade ou estado, corrigir ou atualizar algum dado referente ao seu título eleitoral. Por conta da pandemia de Covid-19 as coletas biométricas (fotos e digital) não estão sendo realizadas.

As regularizações podem ser feitas através da internet, no site do TRE-GO, na aba Título Net. Lá o eleitor encontrará o passo a passo para o registro de sua solicitação. É importante que para a regularização do título de eleitor, é necessário que não haja débitos junto à justiça eleitoral. Em caso de débitos, o primeiro passo é gerar a guia de pagamento no site do TRE-GO e quitar o débito.

Para realizar a sua solicitação, é necessário anexar fotos dos seguintes documentos:

frente e verso do documento oficial de identificação
uma foto “selfie” segurando o documento de identificação
CPF (caso possua)
comprovante de endereço
comprovante de pagamento de multa eleitoral (se houver)
comprovante de quitação militar para pessoas do sexo masculino que tenha completado 18 anos que solicitem o primeiro título eleitoral.
Após anexar os documentos solicitados, o eleitor pode acompanhar o seu pedido na mesma página na internet. Para aqueles que não possuem acesso à internet ou não tenham conseguido utilizar o site do TRE-GO, a orientação é entrar em contato com uma zona eleitoral em seu município e solicitar o agendamento para atendimento presencial.

Vale lembrar que os títulos eleitorais não estão sendo impressos, desta forma a consulta de dados e outros serviços, como certidões e consulta de locais de votação, estão sendo através do aplicativo de celular e-Título.

Fonte: Dia Online

#REDEPLAN •| Aconteceu, virou notícia!

O ‘palácio’ em Planaltina-GO onde são tomadas grandes decisões da República | RP

O ‘palácio’ de Planaltina onde são tomadas grandes decisões da República. 
Reza a lenda que neste cenário bucólico, a 75km do Palácio do Planalto, em meio a festas animadas e gente importante, questões sensíveis entram em pauta


OÁSIS NO CERRADO - A mansão: luxo, lazer, festas e encontros que reúnem figurões do poder.
O “Rancho do Tomaz” fica em Planaltina-GO, a beira da Lagoa Formosa, a 75 quilômetros do Palácio do Planalto. Quem chega pela entrada principal não tem noção de quanto o local é aprazível. Um portão de ferro e um muro de quase 3 metros de altura coberto de vegetação impedem olhares mais curiosos. Ao cruzá-lo, é como se surgisse um oásis no meio do cerrado. A terra batida do entorno dá lugar a gramados bem conservados, campo de futebol, piscina, quadra de tênis, gazebos, deque gourmet e um imponente píer. Uma garagem náutica guarda barcos, lancha e um jet ski. O luxo contrasta com o aspecto rústico do lugarejo que fica às margens da lagoa de Planaltina-GO. Mas não é somente isso que chama a atenção. De uns tempos para cá, o rancho passou a receber a visita de figurões, que, não raro, chegam de helicóptero para participar de animadas festas regadas a bebidas caras e boa comida, comemorações que contam com a presença de celebridades e reuniões petit comité em que são discutidas — e dizem até que decididas — questões importantes e sensíveis da República.

Flávio Bolsonaro: selfie na chácara do advogado – Reprodução/Instagram

Wesley Safadão foto: reprodução

Os imóveis ficam em frente ao chamado Balneário Santa Maria, uma região próspera que em tudo destoa da aridez habitual dos humildes bairros do Entorno. Trata-se de um oásis com casas suntuosas em propriedades à beira da Lagoa Formosa.
Nesse cenário bucólico e paradisíaco, perto do espelho d’água, Willer ergueu um complexo de lazer para familiares e amigos. No lote em frente, construiu seu recanto particular: uma mansão luxuosa, encravada no terreno com mais de 20 mil metros quadrados. Juntas, as duas propriedades custariam cerca de R$ 2,5 milhões, segundo funcionários de chácaras vizinhas e agentes imobiliários.

Parque de Diversões
A propriedade às margens da Lagoa Formosa é quase um parque de diversões. Oferece aos visitantes, entre outros confortos, um campo de futebol cujo gramado não deve em nada às melhores arenas brasileiras construídas para a Copa do Mundo 2014. Para manter sua vitalidade, a grama é regada e aparada semanalmente, segundo os chacareiros.

Uma Ferrari e uma BMW X-6, cujos modelos mais completos giram em torno de R$ 600 mil, fazem parte da coleção do advogado. Ele também investiu em imóveis que impressionam pela ostentação. Duas das propriedades compradas por Willer Tomaz, há cerca de um ano, são faraônicas e estão localizadas em uma mesma rua, em Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Um redário climatizado, com cerca de 200m², foi construído para os momentos de descanso. Ao seu lado, há uma piscina infantil com escorregador. A propriedade tem vários playgrounds: destacam-se pelo capricho da construção duas casinhas suspensas, com muro de escalada e escorregadores. A chácara também tem quadra de vôlei de praia e um salão com churrasqueiras.

Nos fundos da propriedade, a ostentação continua. Uma espécie de garagem protege embarcações dos efeitos do tempo. Já dentro do reservatório que banha o sítio, foi construído um refeitório sobre palafitas. Quem faz as refeições no local desfruta de uma vista incrível da lagoa e da marina.

“É muito bonita, mas tem um bom tempo que ninguém aparece na chácara”, contou, em tom de lamento, um funcionário de uma das propriedades vizinhas.

 

Fortaleza
De um lado da rua, a diversão. Do outro, a discrição. Se a chácara do lazer é praticamente toda aberta aos olhos de quem frequenta o Balneário Santa Maria, a mansão de Willer Tomaz, no terreno em frente, é uma fortaleza escondida por muros com 6m de altura. Uma cautela necessária para proteger a identidade de políticos e outras personalidades que costumavam frequentar o local durante reuniões e encontros promovidos pelo advogado. Segundo informações, empresários poderosos e advogados de renome figuravam, ao lado de políticos do cenário nacional, dentre os “habitués”.

Do lado de fora, apenas uma placa de azulejos pintados com o nome da propriedade – Rancho do Tomaz – confirma a quem pertence o local. A chácara, com cerca de 20 mil metros quadrados, chama atenção pela altura dos muros, pela presença de várias câmeras de segurança e pelos pinos de metal instalados ao longo do topo da muralha.

Mas, mesmo na área externa, é possível visualizar postes com refletores usados para iluminar campos de futebol e grandes bambuzais que adornam a propriedade. A reportagem tocou o interfone do rancho, mas ninguém atendeu aos chamados.

O dono da propriedade e anfitrião dos eventos é Willer Tomaz de Souza. É um desconhecido do grande público, mas um advogado de muito sucesso na capital do país. O escritório dele, um dos mais luxuosos da cidade, tem uma lista de clientes de fazer inveja às bancas mais tradicionais. Ele defende o presidente da Câmara, Arthur Lira, além de dezenas de deputados, senadores e governadores de Estado. Duas décadas atrás, Willer era dono de um pequeno comércio nos arredores de Brasília. O negócio ruiu, ele decidiu cursar direito, abriu um escritório e fez fortuna na mesma velocidade com que arregimentou amigos influentes na política e no Poder Judiciário. Recentemente, o advogado multiplicou seu prestígio em algumas áreas, diante de uma suposta proximidade que teria com a família do presidente Jair Bolsonaro, embora essa relação, por algum motivo, não possa ser tornada pública. Quem pergunta a respeito ouve como resposta que não existe nenhuma relação — o que não é exatamente verdadeiro. O máximo que ele admite é que conhece superficialmente o senador Flávio Bolsonaro.



No município de Planaltina de Goiás, onde fica o Rancho do Tomaz, há quem jure já ter visto o próprio Jair Bolsonaro aparecer por lá. “Há uns três meses, o presidente desceu aqui num pequeno helicóptero preto”, diz o funcionário de uma pousada que fica a uma distância de aproximadamente 300 metros da propriedade. É uma cena bastante improvável.



Texto: Correio brasiliense / Metrópoles

Veja como ficou a mesa diretora da Câmara Municipal de Planaltina em 2021 | RP

A eleição da mesa diretora ocorreu no dia primeiro de janeiro, onde a chapa “Ordem e Progresso” foi eleita por unanimidade pelos vereadores presentes.
O Vereador Salvador de Paula, em sua fala, reafirmou seu compromisso com o povo de Planaltina.

A Chapa “Ordem e Progresso” foi composta pelos seguintes vereadores:
➡️Salvador de Paula – Presidente
➡️Raimundo Good’s – Vice-Presidente
➡️Victor Dimba – Primeiro Secretário
➡️Jailton Batista – Segundo Secretário
➡️Neto Nobre – Primeiro Suplente
➡️Gaúcho – Segundo Suplente

Eleito pela a terceira vez o vereador cresce seu eleitorado também nas urnas. Na presidência, a frente de um novo mandato com o compromisso de elevar o nome da Casa de Leis Magnas. Uns dos projetos mais esperados pela a população é o concurso para servidores da câmara iniciado pelo vereador Salvador, onde o processo está bem avançado, já com a banca selecionada. A instituição passou por uma mudança de cadeiras, alguns vereadores não se consagraram nas urnas, outros ex-vereadores retornaram a casa.

Com informações de Câmara Municipal

REDE PLAN • Aconteceu, virou notícia.


Delegado Cristiomário assume como prefeito nesta sexta-feira (1) | RP

Vereador Raimundo Good’s se afasta e suplente assume a cadeira na Câmara | RP

O empresário e pioneiro de Planaltina, Francisco Belarmino, tomou posse na última quinta-feira. Chiquinho, como é conhecido, é suplente do vereador Raimundo Good’s (PSB). O novo vereador fala da sua vontade em fazer algo por nossa cidade, ele também sabe que é um momento difícil politicamente e afirma que vai dá o melhor de se e vai focar seus esforços na área da saúde.

O vereador chegou em nossa cidade em 1992, na época para trabalhar com seu tio Barroso, o então empresário do Supermercado Barroso. Desde então nutriu o sonho em alcançar uma cadeira na Câmara Municipal.

Comerciante do ramo de hortifrutigranjeiro, Francisco espera contribuir com o debate em busca de soluções para os graves problemas hoje enfrentados no município.

Nas redes sociais, o Vereador Raimundo Good’s explicou o motivo da licença da Casa:

“Venho através dessa rede social informar para todos os meus amigos eleitores, e toda a população Planaltinense que pedi licença da Câmara de vereadores do meu cargo de vereador pelo período de 2 meses para tratar de assuntos pessoais, nesse período ficará no meu lugar o vereador Chiquinho do sacolão.
Que Deus te abençoe meu amigo Chiquinho, que ele esteja a frente de tudo o que você for fazer nesse lugar…”


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


TRE-GO alerta: propaganda antecipada pode gerar multa para pré-candidatos e eleitores | RP

O primeiro turno das eleições municipais ocorrerão no dia 4 de outubro deste ano e o segundo turno, se necessário, devem ocorrer no dia 25 de outubro. Desde então, pré-candidatos e eleitores já devem ficar atentos à legislação eleitoral, conforme alerta o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE/GO).

Um dos pontos que mais requerem atenção é quanto a propaganda eleitoral antecipada, que pode gerar multa. De acordo com o calendário eleitoral, a propaganda é permitida somente a partir de 16 de agosto, inclusive na internet.

O TRE-GO alerta que a divulgação de propaganda antecipada pode resultar em multa, de R$ 5 mil a R$ 25 mil, para o responsável e o beneficiário, quando comprovado o conhecimento prévio.

Atenção, pré-candidatos e eleitores!

Conforme a publicação, “até o início da campanha eleitoral, e desde que não haja pedido explícito de votos, a legislação permite exaltação das qualidades pessoais de pré-candidatos e menção à pretensa candidatura, assim como sua participação ou de filiados a partidos políticos em entrevistas, debates e programas de televisão, rádio e internet, devendo ser assegurado o tratamento isonômico pelas emissoras.”

O texto diz ainda que é permitida também a divulgação de posicionamento pessoal sobre questões políticas, inclusive em redes sociais, blogs, sites pessoais e aplicativos.

Datas

A partir de 15 de maio, a campanha de arrecadação de recursos on-line estará liberada, observadas a proibição de pedir votos e as regras relativas à propaganda eleitoral na internet, conforme consta no no artigo 3º, VII da Resolução TSE 23.610/19). A propaganda eleitoral paga na televisão e no rádio é proibida pela Lei das Eleições (Lei 9.504/1997).

Em 16 de agosto serão liberados: o impulsionamento de conteúdo na internet e a veiculação de anúncios na imprensa escrita, a distribuição de folhetos, a realização de carreatas e passeatas, presença de bandeiras ao longo das vias e afixação de adesivos em janelas e carros.

O TRE-GO ressalta ainda que, “durante a campanha eleitoral é livre a manifestação do pensamento na internet, sendo vedado, porém, o anonimato, assegurado o direito de resposta a quem se sentir ofendido.” (De Dia online)


REDE PLAN • O seu canal de notícias


Partidos e políticos do DF se organizam para atuar na eleição do Entorno | RP

As eleições municipais de 4 de outubro podem não ser no quadrado brasiliense, mas, ainda assim, estão diretamente conectadas aos interesses políticos e econômicos da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride), área que engloba 29 municípios goianos, o DF e quatro municípios mineiros. Só nas 12 cidades que fazem limite com a capital, o Entorno, há mais de 600 mil eleitores, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

As áreas vizinhas dividem com a capital infraestrutura, transporte, saúde, educação e segurança pública. Tradicionalmente, os partidos veem nesta relação uma oportunidade para alinhar os interesses entre as regiões. Por esse motivo, mesmo faltando meses para o pleito, a articulação política já começou.

Em 2020, será o primeiro pleito em que os partidos não poderão fazer coligações para eleição de vereadores. As alianças valerão apenas para a escolha de prefeitos. Apesar de ainda não se ter nomes indicados para a disputa, a movimentação começa a aparecer não só dentro das sedes goianas e mineiras vizinhas, como também no meio de políticos do DF.
O governador Ibaneis Rocha (MDB) dará apoio aos correligionários, mas garante que evitará promover um espaço de guerra política na região. “Vou ajudar os candidatos do meu partido. Mas vou tentar ao máximo manter a independência. O Entorno não é território para disputas. Brasília e região precisam de paz, afinal, são territórios da nação”, disse.

Vice-governador do DF e presidente do Avante-DF, Paco Britto identifica esta eleição como um teste para o pleito nacional de 2022. “Vamos nos reunir com o presidente do partido de Goiás em uma reunião em fevereiro. Teremos alguns nomes para os municípios, não em todos, mas onde tivermos o nome de um candidato forte, vamos colocá-lo para prefeito. O fato de não ter as coligações proporcionais influencia nas nominatas. O Avante no DF saiu sozinho, fez quase 100 mil votos e dois deputados distritais sem coligação; então você tem que montar a nominata corretamente, para que ela seja bem votada”, afirmou.

Em Goiás, o PSDB tentará recuperar poder nessas eleições municipais. Os tucanos deram a largada para as articulações da legenda com uma série de 25 encontros regionais em setembro do ano passado. De acordo com o senador e presidente do PSDB-DF, Izalci Lucas, as definições finais devem ocorrer em abril.

“Nos últimos tempos, têm ocorrido muitas trocas de partidos, e temos de esperar para saber quais siglas vão ser coligadas e quais os nomes mais fortes em cada região. Com o fim das alianças para vereadores, muita coisa muda também. Com certeza, por essa razão, a quantidade de partidos menores deve diminuir. Então, teremos que ser mais exigentes com os nomes para candidatos”, explicou.

De acordo com o deputado distrital Chico Vigilante (PT), o Entorno é dependente do DF; portanto, é preciso que o partido tenha prefeitos e vereadores que estejam sintonizados com as ideias e com as políticas da capital do país. “A previsão é de que agora, passado o período de festas, voltemos a nos sentar com o PT de Goiás para alinhar as propostas de candidaturas com políticas que integram o DF e o Entorno”, avaliou.

Também de olho na relação do DF com o Entorno, o Republicanos começou as tratativas com presidentes da sigla nas cidades da região. Municípios como Valparaíso, Novo Gama e Águas Lindas de Goiás estão na mira para a articulação de alguns nomes de candidatos. Segundo o deputado federal Júlio César (Republicanos) a aproximação dos diretórios está em andamento. “Vou começar a aumentar minhas visitas ao Entorno, justamente para fortalecer o partido. Nós temos a perspectiva de alguns candidatos. Em Águas Lindas, temos dois vereadores, um com a tendência de ser candidato a prefeito e o outro tentará reeleição”, citou.

Mudança

De acordo com a deputada distrital Júlia Lucy (Novo), para essas eleições, o partido lançará candidaturas em apenas 70 municípios em todo o país. A maioria em Minas Gerais, estado governado por Romeu Zema, da mesma legenda. Ela avalia como positivas as mudanças na legislação eleitoral e destaca que o Novo disputou as eleições de 2018 sem fazer coligações.
“As legendas de motel, que só servem para angariar o recurso do fundo partidário e ficar se alugando em período eleitoral, vão perder força, e isso é muito bom. Essa é uma eleição muito importante para a eleição federal. Aquele partido que conseguir fazer mais eleitos agora está construindo uma base maior para as eleições presidenciais, e eu acho que o resultado dessas eleições de agora vão provar se o povo está aprovando ou não essa gestão de Jair Bolsonaro”, afirmou. (Com informações de: Correio Braziliense) foto: divulgação


REDE PLAN O seu canal de notícias


Lula pode vir a Goiás em caravana do PT | RP

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva pretende retomar as caravanas pelo país neste ano. A estratégia do ex-presidente com relação as caravanas tem como base conversar com os brasileiros de diferentes regiões do país e fortalecer o debate político. Lula busca não só ficar mais próximo dos seus simpatizantes, mas também ocupar espaço político, gerar fatos e notícias no momento de maior questionamento político, jurídico e institucional quanto aos métodos empregados pela Lava Jato. Decisão sobre as caravanas será tomada no final desta semana e Goiás pode ser um destino.

A presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Kátia Maria, destacou que Lula tem o desejo de voltar a percorrer o país, por este motivo, o Diretório Nacional do PT discutirá o assunto no final da semana.

Kátia Maria destacou que é grande a procura das lideranças para que o presidente passe por determinada localidade. Ela avalia que o ganho político é grande, pela representatividade do ex-presidente da República.

Outro motivo apontado é que no governo de Jair Bolsonaro há perda de uma série de garantias sociais e que Lula contrapõe o atual projeto de governo do país. Ainda não há definição sobre período das caravanas e quais locais ela passará.

De: Diário de Goiás
Foto: reprodução

REDE PLAN O seu canal de notícias


Pesquisa realizada em Planaltina-GO indica favorito à Prefeitura em 2020 | RP

Pesquisa EPP realizada em parceria com o G24H mostrou que o Delegado Cristiomário é hoje o favorito para vencer a eleição para a prefeitura de Planaltina.

No levantamento espontâneo, Cristiomário foi o mais lembrado, com 3,8% das intenções de voto. Em segundo lugar está o Professor Zenilton, que ficou 1,5%. Em terceiro apareceu o atual prefeito Eles Reis, com 1,3%.

Atuante na cidade, que vem sofrendo há anos com a violência, Delegado Cristiomário virou um dos nomes fortes para a prefeitura, em 2020. Na estimulada, o delegado possui 38,3% das intenções de voto, com uma vantagem grande para o segundo colocado, Professor Zenilton, que ficou com 8,3% no levantamento estimulado. Pastor André, com 3,8%, ficou em terceiro.

A atual gestão também foi avaliada na pesquisa EPP/24Horas. Dos entrevistados, apenas 4,5% consideram a gestão como “ótima”; 7,6% como “boa”; 29.9% como “regular”; 16,1% como “ruim” e 35,6% como “péssima”.

A pesquisa entrevistou 528 eleitores em Planaltina, nos dias 21 e 22 de outubro.

Fonte: Goiás24horas

REDE PLAN aconteceu, virou notícia.