Arquivo da categoria: BRASIL

Goiás vai receber R$ 188 milhões do megaleilão do pré-sal | RP

Com o megaleilão do pré-sal realizado nesta quarta-feira, 6, Estados devem ter um alívio financeiro devido aos 15% do total arrecadado destinados aos entes federativos. Dos R$ 70 bilhões arrematados, Goiás deve receber R$ 188 milhões.
No total, os Estados ficarão com o equivalente a R$ 5,4 bilhões. Dentro disso, 2/3 serão distribuídos conforme o Fundo de Participação dos Estados (FPE), que beneficia o Norte e o Nordeste. Os outros 1/3, conforme a Lei Khandir, favorece Estados exportadores, como os do Sudeste Centro-Oeste e Sul.
No ranking dos entes que mais receberão recursos, Goiás ocupa a 13ª posição. O Estado que mais irá arrecadar é o Rio de Janeiro, com R$ 1.164,2 milhões.
Os municípios também terão direito a R% 5,4 bilhões, que serão repartidos de acordo com o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

O texto também fixa regras para o uso do dinheiro que chegará aos entes federativos. Os Estados deverão usá-los, primeiramente, para despesas previdenciárias, depois para fundos de previdência de servidores públicos e, se sobrar verbas, podem aplicar em investimentos.
Também precisarão construir uma reserva financeira específica para o pagamento das despesas prioritárias de um ano inteiro para, aí sim, poder usar o dinheiro para melhorias como obras e programas de governo.


REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Via: Jornal Opção

Brasiliense de 8 anos fica à beira da morte por brincar com slime | RP

Thamires Ximenes viveu momentos de tensão nos últimos dias. A influenciadora digital viu a filha Laysla, de 8 anos, ser internada na unidade de terapia intensiva (UTI) após surgimento de uma série de sintomas, entre eles, reações alérgicas graves e insuficiência renal. A causa dos problemas? Um dos componentes do slime, “geleca” multicolorida que é sensação entre a criançada.

“Uma brincadeira comum entre crianças, que para muitos parece inofensiva, se tornou motivo de muita dor e angústia para nossa família”, desabafou a mãe em seu perfil no Instagram.

“Desde quando a fabricação caseira virou febre, Laysla passou a ‘fabricar’ slime com frequência e há muito tempo vem reclamando de dores na barriga. Depois, apareceram diversas manchas na pele”, acrescentou a influenciadora.

“Na semana retrasada, as dores [abdominais] aumentaram e corremos para a emergência com ela chorando de dor. Fomos informados que ela estava com menos de 40% da função renal. As lágrimas e o desespero tomaram conta de todos”, prosseguiu.

Após diversos exames e consultas, a causa dos sintomas foi detectada. “No 7º dia de internação, enfim conseguimos entender o motivo de tudo: INTOXICAÇÃO POR ÁCIDO BÓRICO, no tal do ‘ATIVADOR’ do slime caseiro (bórax, talco ou água boricada)”, escreveu.

Em entrevista ao Metrópoles, a mãe disse que foi apenas um susto e garantiu que a menina passa bem. “Agora, ela está livre das dores e manchas, mas foi um sufoco. Já tinha lido em diversas matérias que o tal do bórax é prejudicial à saúde, por isso optávamos por fazer a geleca sempre com água boricada. Foi uma surpresa saber que o componente também é nocivo”, conta.

O relato de Thamires causou burburinho nas redes sociais e, até o momento, acumula mais de 2,5 mil comentários. “A repercussão do post me surpreendeu. Torço para que a mensagem sirva de alerta e alcance centenas de milhares de pessoas”, exclama.

Este não é o primeiro caso de intoxicação por slime. Em maio, uma criança de 12 anos foi internada em São Paulo após manusear o famoso brinquedo. A menina ficou internada em hospital na zona sul da cidade por mais de uma semana.

A garota deu entrada no centro clínico apresentando vômitos e gastroenterite, segundo a Record TV. Exames identificaram uma reação alérgica causada pela substância bórax.


REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Fonte: Metrópoles

Menina de 13 anos matou sobrinho, irmã grávida e arrancou bebê do ventre da mãe | RP

A Polícia Civil de Rondônia procura por um terceiro adolescente que estaria envolvido nas mortes de Fabiana Pires Santana, 23 anos, grávida de oito meses que teve o filho arrancado do ventre, e de um menino de sete anos, crimes praticados pela irmã da vítima, de 13 anos, e outro adolescente, de 15. Ambos foram apreendidos e confessaram os homicídios. O bebê foi internado no Hospital de Base de Porto Velho, capital do Estado na região norte do país.

Segundo Leisaloma Carvalho Resen, titular da Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes Contra a Vida e responsável pelas investigações, os adolescentes premeditaram a ação, não demonstraram arrependimento e deverão permanecer internados em uma unidade que abriga menores infratores. A policial se mostrou chocada ao descobrir a motivação dos crimes.

“A irmã queria matar poque disse que era maltratada. Ela tinha um comportamento trabalhoso. saía para beber, fugia da escola. A [vítima] irmã procurava por ela, chamava a atenção e ela não gostava disso. Disse também que foi abusada pelo companheiro da vítima. Isso será checado posteriormente, vai ser analisado. Causa ojeriza”, disse a delegada em entrevista coletiva, nesta terça-feira (22).

Crime brutal

De acordo com o relato da delegada Leisaloma Carvalho Resen, o garoto de 15 anos aceitou se envolver no crime brutal porque pretendia entregar o bebê para a mãe, que teria dito ao namorado — um garimpeiro — que estaria grávida e precisaria de uma criança para confirmar a história. “Ele quis participar porque queria a criança.”

A policial classificou a forma escolhida pelos menores para matar as vítimas como diabólica. O garoto, sobrinho da suspeita, foi jogado em um lago e os acusados atiraram pedras na vítima até que o corpo afundasse na água. A gestante também foi brutalmente executada. Facas e barras de ferro foram as armas utilizadas no duplo assassinato.

“Há várias lesões no crânio, facadas no tórax, a barriga estava cortada. [O bebê] Era um menino. Foi feito um parto de forma bem grosseira. A pessoa não tinha habilidade técnica para fazer isso. As camadas cortadas instrumentos inadequados [provavelmente], estiletes”, revelou a delegada.

Próximos passos

O setor de homicídios da Polícia Civil de Porto Velho busca descobrir o paradeiro da mãe do jovem envolvido no crime para confrontá-la sobre o envolvimento no planejamento do crime. Outra frente da investigação será localizar o outro menino que teria auxiliado os adolescentes que confessaram os assassinatos — que teria entre 11 e 13 anos.


REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Fonte: R7.com

Projeto de Lei quer proibir a entrada de cigarros eletrônicos em Goiás | RP

Um projeto de Lei apresentado na Assembleia Legislativa pretende coibir o uso, a comercialização, a importação, a produção e a propaganda de qualquer vaporizador de fumaça, conhecido como “cigarro eletrônico”, no Estado de Goiás.

Segundo o autor da proposta, Rafael Gouveia (DC), é “preciso fazer algo para coibir o uso indiscriminado desse produto no Estado, uma vez que Europa e Estados Unidos já investigam o registro de sete mortes que podem estar ligadas ao uso dos cigarros eletrônicos, e não queremos isso em Goiás”, justifica. Em dados recentes, os Estados Unidos confirmam 19 mortes por uso de vaporizadores de fumaça e mais de 200 pacientes estão sob investigação médica.

De acordo com a proposta de Gouveia, o objetivo é proteger a saúde do consumidor que faz uso de dispositivos eletrônicos para fumar, bem como a saúde de terceiros que estão no mesmo ambiente e inalam a fumaça gerada por estes dispositivos. “A propositura se justifica devido a insegurança ocasionada pela disseminação desse produto na sociedade, mesmo estando proibido pela Anvisa”, diz o deputado.

Outro argumento usado pelo parlamentar é que os cigarros eletrônicos não têm comprovação científica sobre a real saciedade do desejo de fumar. “Isso faz com que algumas pessoas façam o uso “dual”, ou seja, usam o cigarro eletrônico, mas não param de usar o cigarro convencional. Não há nenhum sentido usar o próprio cigarro para combater outro tipo de cigarro, uma vez que especialistas dizem que o uso dos aparelhos é igualmente prejudicial à saúde do usuário”, pondera.

Segundo o texto, caso seja aprovado, os estabelecimentos ficam obrigados a afixar, em locais bem visíveis, cartazes com dimensões mínimas de 21 cm por 30 cm, informando a proibição de cigarros eletrônicos, indicando também o telefone e endereço dos órgãos responsáveis pela vigilância sanitária e pela defesa do consumidor. E, “aquele que comercializar, importar, produzir ou realizar propaganda para uso de cigarro eletrônico e similares ficará sujeito a multa, interdição do estabelecimento por 30 dias no caso de segunda reincidência ou interdição total por dois anos, no caso de terceira reincidência”.

Os pneumologistas norte-americanos alertam para as consequências graves causadas pela fumaça inalada no cigarro eletrônico. Os estudos naquele país se voltaram para identificar em que parte do processo de vaporização as substâncias se tornam mortíferas. Pessoas têm chegado aos prontos socorros norte-americanos com falta de ar aguda, dor no peito, dor de cabeça e frequentes episódios de vômitos. Quase 10% dessas entradas nas emergências acabam em morte dos pacientes. A preocupação, segundo um estudo de dois hospitais de Nova Iorque, é a falta de conhecimento das causas pela classe médica e o curto tempo que se tem para atuar até o paciente morrer.


REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Enterro de menina que encantou ao cantar ‘O Sol’ é marcado por comoção | RP

Ao som de O Sol, de Vitor Kley, a pequena Anna Luísa Moura foi enterrada no Cemitério Campo da Esperança nesta sexta-feira (27/9). A cerimônia foi acompanhada por cerca de 300 familiares e amigos da menininha, que emocionou o país ao aparecer em um vídeo com o cantor Vitor Kley.

A canção foi puxada pelos primos com um violão. Todos cantaram bem alto os trechos que têm tudo a ver com a pequena de apenas 6 anos. “Ela foi uma filha maravilhosa, só tenho que agradecer”, se despediu o pai, Péricles Alcântara. “Eu tenho orgulho de falar da Anna por tudo que ela fez por mim. O sol dela nunca vai parar de brilhar”, completou a mãe, Fernanda Campos, muito emocionada.

Primo dela, Heitor Magalhães, 17 anos, lembrou com lágrima nos olhos como Anna Luísa era uma criança alegre. “Fica a alegria, as brincadeiras, quando a gente se encontrava, era sempre muito bom, gostava de brincar”, disse. Guilherme Borges 24 anos, também primo, destacou como ela era especial. “Vai ficar a espontaneidade. Ela sempre estava alegre, conseguia iluminar a todos. Gratidão por ter vivido com ela”, afirmou.

No Twitter, o cantor Vitor Kley postou uma homenagem para a fã mirim. “Anna, a maior estrela, o maior brilho, o mais lindo e verdadeiro Sol. Te amo sempre”, escreveu.

Anna Luísa morreu na quinta-feira (26/9) no Hospital da Criança de Brasília (HCB), depois de ter morte cerebral. Anninha, como é chamada carinhosamente, enfrentava um câncer na cabeça desde o ano passado. A doença tinha sido controlada, porém havia voltado recentemente.

Com informações de: Correio Braziliense

REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Polícia Civil de Goiás prende terceiro acusado de matar o padre Casemiro | RP

Daniel Souza da Cruz, 29 anos, o homem apontado pela Polícia Civil do DF como o terceiro envolvido no assassinato do padre Casemiro, foi preso na tarde desta quarta-feira (25/9), no Novo Gama, informou o delegado Danillo Martins, responsável pela operação. A prisão foi resultado de uma ação conjunta da delegacia da cidade do Entorno com a 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) do DF.

Segundo informações da Polícia Civil de Goiás, Daniel foi encontrado por volta das 15h. Ele estava escondido na casa de um tia, no Residencial Santa Luzia, no município goiano. A foto dele havia sido divulgada na manhã desta quarta-feira (25/9) pela polícia do DF.

De acordo com Danillo Martins, o suspeito foi encontrado após investigações iniciadas ainda na noite de terça-feira (24/9). “Com a prisão do Alessandro (de Anchieta Silva) e Antônio (Willyan Almeida Santos), fizemos uma série de diligências em Valparaíso, onde ele morava. Assim, conseguimos a informação que ele tinha familiares no Novo Gama e que estava na casa da tia”, detalha.

“Nós cercamos a residência e, quando Daniel viu que não tinha saída, decidiu se entregar. O depoimento formal dele será coletado pela Polícia Civil do Distrito Federal, mas em conversa informal, ele nega qualquer envolvimento”, acrescenta o delegado de Novo Gama.

Daniel é primo de Antônio e amigo de Alessandro. Ele disse aos agentes de Goiás que decidiu fugir de Valparaíso na terça-feira (24/9), ao ver a prisão da dupla. “Ele relatou que o primo e o colega cometeram sim, o crime. Ele também afirmou que Alessandro e Antônio tinham o objetivo de fugir de Brasília, mas que acabaram presos antes. Por isso decidiu se esconder também. Mas diz que não foi por ter participado do latrocínio”, afirma Martins.

Daniel já tem passagens por tentativa de homicídio e lesão corporal. Ele será conduzido à 2ªDP, onde prestará os esclarecimentos formais aos investigadores, ainda nesta quarta-feira (25/9).

Com informações de Correio Braziliense

REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Criança morre afogada em piscina de casa, em Goiás | RP

Uma criança, de aproximadamente um ano e meio de idade, morreu afogada na piscina de casa, em Rio Verde-GO, na região sudoeste do estado. O acidente aconteceu na manhã deste sábado (21), no Parque dos Buritis II.

Segundo o Corpo de Bombeiros da cidade, o atendimento foi feito pelo Samu, pois quando eles chegaram ao local, a menina já estava na ambulância. A criança ainda teria sido encaminhada ao Hospital Municipal Universitário (HMU), mas não resistiu.

Segundo o Diário de Rio Verde a menina estaria em casa, com a mãe. Ela teria ficado sozinha na sala da residência quando a mulher saiu para buscar algumas roupas. Nesse ínterim, a criança teria saído para a área externa e caído na piscina, que estava coberta, mas isso não impediu o afogamento.

Com informações de: Diário de Rio Verde

REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


.

Plano de fuga de detentos da CPP de Luziânia é descoberto | RP

Detentos da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Luziânia, entorno do Distrito Federal (DF), desenvolveram um plano de fuga. Na noite da última quinta-feira (19) servidores do local encontraram um buraco no teto de uma das celas, que tem acesso às ruas próximas da unidade. A descoberta foi durante avaliação estrutural do local.

Eduardo Pegoraro, diretor do presídio, conta que foram utilizados ferros retirados da estrutura física da CPP para a perfuração. “Diante dos fatos, os custodiados, de imediato, foram transferidos para outras celas”, afirma.

Procedimentos administrativos foram instaurados para apurar o caso. De acordo com a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), os responsáveis sofrerão sanções penais. A cela foi interditada e os reparos iniciados.

Com informações de: Mais Goiás

REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Filho de 15 anos forja próprio sequestro para extorquir pai em Sobradinho 2 | RP

Agentes da 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho 2) prenderam três homens e apreenderam três adolescentes por extorsão. Um dos integrantes do grupo, um jovem de 15 anos, teria fingido o próprio sequestro para extorquir o pai. O bando pedia R$ 3 mil para libertar a suposta vítima. O caso ocorreu na sexta-feira (20/9), em Sobradinho II, Distrito Federal.
Após simularem o sequestro do adolescente, os acusados passaram a manter contato por telefone com a família. O jornal Correio Braziliense teve acesso a algumas dessas ligações, em que os suspeitos exigem a quantia em dinheiro. Em diversos momentos, eles ameaçam matar a suposta vítima. “Se você não trouxer o dinheiro, o negócio vai ficar feio para o seu filho”, disse um dos investigados.
Em outro momento da ligação, pai e filho conversam. “Acho que estou em algum lugar perto de casa”, afirmou o adolescente. Desesperado, o pai decidiu procurar a Polícia Civil e levou as conversas gravadas com os criminosos . “Começamos a investigar com apoio da Divisão de Repressão a Sequestros (DRS). Por volta das 1h deste sábado (21/9), encontramos o grupo em uma residência em Planaltina de Goiás”, informou o delegado à frente do caso, Laércio Carvalho.
De acordo com o investigador, os policiais chegaram ao local do suposto sequestro e identificaram que tudo se tratava de uma farsa. “O próprio filho foi o mentor intelectual do crime. Ele chamou o restante do grupo e arquitetou tudo. Ele sabia que o pai tinha acabado de vender um carro e aproveitou-se da situação”, detalha o delegado.
O filho e os outros dois adolescentes foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), onde foram submetidos a internação. Os três homens foram autuados em flagrante por extorsão e corrupção de menores.
Dois dos adultos participantes do grupo têm passagens na polícia por furto e recetação. O filho também já cometeu crime análogo ao furto, mas não passou por internação.

Com informações de: Correio Braziliense

REDE PLAN aconteceu, virou notícia.