Arquivo da categoria: BRASIL

Brasil registra média móvel diária de 784 mortes por coronavírus, a menor dos últimos 112 dias | RP

A média móvel de mortes covid-19, que registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana, atingiu o menor patamar dos últimos 112 dias. O registro nesta segunda, 7, foi de 784 óbitos em média a cada 24 horas pelo novo coronavírus. Pela primeira vez desde 19 de maio o número foi inferior a 800 mortes de média. Desde 18 de maio, quando marcou média móvel de 749 óbitos, o índice não era tão baixo.

Segundo o consórcio de veículos de imprensa, formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL, foram registrados nas últimas 24 horas 9.992 novos casos e 315 óbitos segundo levantamento realizado nesta segunda, 7, em conjunto com as secretarias estaduais de Saúde.

No total são 127.001 mortes registradas e 4.147.598 pessoas contaminadas no Brasil. Segundo o balanço mais recente do Ministério da Saúde, desta segunda às 18h30, são 3.355.564 pessoas recuperadas do coronavírus em todo o País e outros 665.270 casos ainda em acompanhamento.

O Estado de São Paulo registrou 1.608 novos casos e 24 mortes, chegando a um total de 857.330 contaminados e 31.377 óbitos. Já o Estado do Rio de Janeiro registrou 25 mortes por covid-19 e 2.218 novos casos da doença no período de 24 horas, segundo boletim divulgado na tarde desta segunda-feira pela secretaria estadual de Saúde. Até agora, 16.593 pessoas morreram em função do coronavírus no Estado do Rio, que registra 233.052 casos.

Parceria
O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia. E se manteve mesmo após a manutenção dos registros governamentais.

Nesta segunda, 7, o Ministério da Saúde informou que o Brasil contabilizou 10.273 novos casos e 310 óbitos nas últimas 24 horas. No total são 4.147.794 casos confirmados e 126.960 mortes por covid-19. Os números são diferentes dos compilados pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados. (Com informações de Estadão)


REDE PLAN • Aconteceu, virou notícia.


Criança encontra cobra sucuri em piscina de resort em Goiás | RP

O que era para ser um passeio tranquilo junto à natureza, acabou se transformando em um grande susto para Heitor Alves do Carmo, de 8 anos. É que o menino nadava em uma das piscinas naturais do Parque das Fontes, uma área exclusiva para hóspedes do Rio Quente Resorts, em Goiás, quando avistou uma sucuri nadando pelo local no último sábado (5/9).
Segundo relatos da mãe de Heitor, Daysa Alves de Souza, o menino saiu de perto da cobra assim que a avistou. Logo depois, a família fez um vídeo do animal. “Estava no Parque das Fontes, e meu filho sabe nadar muito bem, a gente fica de olho. Ele chegou na parte onde sai uma água quentinha. Quando ele sentou, a sucuri estava do lado dele. Ele se assustou demais e saiu correndo”, declarou a mãe, em entrevista ao portal G1.


REDE PLAN • Aconteceu, virou notícia.


Laudo confirma que carregador causou choque que matou adolescente | RP

Análises confirmaram que a morte do adolescente João Vitor Domat Remus, 13 anos, foi, de fato, provocada por choque elétrico decorrente do carregador de celular. A Ordem dos Advogados do Brasil no DF (OAB-DF) teve acesso ao primeiro laudo, comprovando a causa. Charles Bicca, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, Adolescente e Juventude da OAB-DF informou que o laudo do aparelho deve ser entregue ainda nesta semana, o que irá demonstrar melhor em que circunstâncias a tragédia ocorreu. “Estamos acompanhando o caso desde o início para assegurar a proteção integral prevista em lei a todas as crianças e adolescentes que podem estar sujeitos ao mesmo risco”, declarou Charles.

O choque aconteceu na noite de 28 de julho, em Palmas, capital do Tocantins, onde a família estava morando. Ele havia pedido para usar o carregador da irmã, e acabou levando um choque ao encostar no plug macho de um aparelho que quebrou, dentro de uma extensão, com poucos dias de uso. O adolescente ainda foi levado para o Hospital Geral de Palmas (HGP), onde a equipe médica conseguiu reanimá-lo. Mas, após 10 dias internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ele não resistiu. João Vitor morreu, em 6 de agosto, e foi sepultado dois dias depois.

Campanha

O caso motivou a OAB-DF a iniciar a campanha “Crianças e eletrônicos: perigo à vista”, com o objetivo de conscientizar pais e responsáveis alertando para importantes cuidados na hora de comprar eletrônicos. Além de verificar se os aparelhos são aprovados pelos órgãos fiscalizadores, é imprescindível supervisionar o uso de celulares, carregadores, videogames e eletrônicos em geral.

A ordem fará uma palestra em parceria com o especialista Alexandre Garcia Barbosa, Diretor do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), médico pediatra da Secretaria de Saúde do DF e médico do Resgate Aeromédico do Corpo de Bombeiros Militar do DF (Helicóptero), dando as devidas informações de segurança. A apresentação será feita no canal do YouTube da OAB-DF, em 9 de setembro, às 19h.


REDE PLAN • Aconteceu, virou notícia.

Via: Correio Braziliense

Brasil se torna o segundo pais no planeta com mais casos do novo coronavírus | RP

O Brasil se tornou o segundo país com mais casos do novo coronavírus no mundo. Nesta sexta-feira (22/5), o país registrou mais 20.803 novos casos de covid-19, o recorde de aumento diário até o momento, e, com isso, soma 330.890 brasileiros infectados.

Por mais um dia seguido, o Brasil registrou mais de mil mortes em 24 horas pela covid-19. O balanço, divulgado pelo Ministério da Saúde, nesta sexta-feira (22/5), mostra 1.001 mortos a mais pelo novo coronavírus. Ao todo, o país soma 21.048 óbitos pela doença.

De acordo com o levantamento da Universidade Johns Hopkins, apenas os Estados Unidos tem mais casos que o Brasil, com 1,59 milhão de infectados. A Rússia, que até então ocupava a segunda posição, caiu no ranking, somando 326,5 mil infecções. Em relação aos óbitos, o Brasil continua sendo o sexto país com mais mortes do mundo, ficando atrás dos EUA, Reino Unido, Itália, França e Espanha, nesta ordem.

Nesta sexta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a América do Sul como o novo epicentro do coronavírus. O mundo já soma mais de 5 milhões de infectados.

São Paulo, epicentro da doença no Brasil, tem 5.773 óbitos pela doença, um aumento de 215 novas mortes em 24 horas. Além do estado, outras unidades da federação preocupam com os altos números de fatalidades da doença.

Rio de Janeiro (3.657), Ceará (2.251), Pernambuco (2.057) e Pará (1.937) e Amazonas (1.669) também já registraram mais de 1000 mortes cada. Juntos com São Paulo, esses estados somam 17.344 óbitos, ou seja, 82,4% de todas as mortes já confirmadas. Todos os 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, já registraram casos e mortes. Com informações de Correio Braziliense.


REDEPLAN O seu canal de notícias.


Receba notícias no seu celular: WhatsApp da Rede Plan (61) 2003-2414

Em 24 horas Brasil registra 474 mortes por coronavirus; são 5.017 mortes, superando a China | RP

O Brasil registrou 474 mortes decorrentes do novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo dados atualizados nesta terça-feira, 28, pelo Ministério da Saúde. Com isso, o total oficial de vítimas da covid-19 no País chegou a 5.017, superando os números da China, marco zero da doença, que de acordo com a OMS já somou 4.643 mortes pelo vírus.

Com a atualização de hoje, o Brasil bateu novamente seu recorde de maior número de mortes por covid-19 registrados em um único dia. Já o número total de casos confirmados da doença no Brasil subiu de 66.501 para 71.886 , sendo 5.385 novos casos registrados de ontem para hoje.

Atualizado diariamente, o número de mortes registradas por covid-19 das últimas 24 horas não se refere efetivamente a quantas pessoas faleceram entre um dia e outro, mas sim ao número de mortes que tiveram o motivo de coronavírus confirmado nesse intervalo. Conforme mostrou reportagem do Estado, registros de óbito por covid-19 chegam a demorar um mês para serem confirmados. (De: O popular)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Brasil registra 383 mortes em apenas 24h por coronavirus | RP

O número de mortes confirmadas nas últimas 24 horas é o maior desde o primeiro caso fatal registrado. O número de confirmações também subiu e o país ultrapassou a marca de 40 mil pessoas infectadas: são 40.581.

As informações são da atualização do boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Desde a última sexta-feira (17/4), quando o ministro da Saúde, Nelson Teich, assumiu a gestão da pasta, a coletiva de imprensa com o secretário-executivo, João Gabbardo, e com o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, não é realizada.

Nesta segunda, o Palácio do Planalto informou que não haveria a coletiva técnica do Ministério da Saúde e que o boletim diário poderia ser encontrado on-line.

De acordo com os dados da plataforma, o estado de São Paulo continua liderando o ranking de confirmações e mortes, em números absolutos, registrando 14.580 doentes e quase metade das fatalidades (1.307).

Rio de Janeiro (422), Pernambuco (234), Ceará (198) e Amazonas (185) completam o ranking do cinco estados que confirmaram mais mortes até o momento. O Distrito Federal, segundo o Ministério da Saúde, tem 24 casos fatais pela Covid-19.

A região Sudeste segue sendo a que mais tem casos confirmados com 21.836 pacientes diagnosticados. Em seguida, está o Nordeste com 10.088 casos, o Norte com 4.109, o Sul com 2.921, e o Centro-Oeste com 1.627.

Em Planaltina Goiás foi confirmado ontem o primeiro caso da doença. Em Formosa-GO a Prefeitura informou mais um caso de coronavírus, sendo o total de 4 casos confirmados no município. (Com informações de Correio Braziliense)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Brasil tem 2.347 mortes e 36.599 casos confirmados de covid-19 | RP

O Brasil acumula 2.347 mortes e 36.599 casos confirmados de covid-19. A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde nesta sábado (18).

Em 24h, o País registrou 206 novos óbitos pela infecção provocada pelo novo coronavírus, enquanto o número de contaminados cresceu 2.917.

A taxa de letalidade (percentual de mortes entre os infectados) da doença permaneceu em 6,4%.

São Paulo, que prorrogou as medidas de isolamento social até 10 de maio, é o estado mais atingido pela pandemia, com 13.894 casos confirmados e 991 mortes. Na sequência, o Rio de Janeiro soma 4.543 ocorrências e 387 óbitos.

Veja o número de casos e óbitos por unidade da federação:

Acre: 142 casos (5 mortes)
Alagoas: 132 casos (12 mortes)
Amapá: 393 casos (10 mortes)
Amazonas: 1.897 casos (161 mortes)
Bahia: 1.193 casos (37 mortes)
Ceará: 3.034 casos (176 mortes)
Distrito Federal: 762 casos (24 mortes)
Espírito Santo: 952 casos (28 mortes)
Goiás: 378 casos (18 mortes)
Maranhão: 1.040 casos (44 mortes)
Mato Grosso: 171 casos (5 mortes)
Mato Grosso do Sul: 161 casos (5 mortes)
Minas Gerais: 1077 casos (39 mortes)
Paraná: 945 casos (46 mortes)
Paraíba: 205 casos (26 mortes)
Pará: 640 casos (33 mortes)
Pernambuco: 2.193 casos (205 mortes)
Piauí: 123 casos (9 mortes)
Rio Grande do Norte: 516 casos (24 mortes)
Rio Grande do Sul: 831 casos (24 mortes)
Rio de Janeiro: 4.543 casos (387 mortes)
Rondônia: 110 casos (3 mortes)
Roraima: 201 casos (3 mortes)
Santa Catarina: 962 casos (31 mortes)
Sergipe: 71 casos(5 mortes)
São Paulo: 13.894 casos (991 mortes)
Tocantins: 33 casos (1 morte)

Com informações de portal R7


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Só uma das 14 cidades em Goiás com mais de 100 mil habitantes não tem caso de coronavírus | RP

Apenas uma cidade das 14 com mais de 100 mil habitantes em Goiás não apresentou até o momento nenhum caso comprovado de novo coronavírus (Covid-19). O que torna o caso de Novo Gama mais curioso é que a cidade – com 115.711 habitantes, segundo o IBGE – fica ao lado de uma das regiões mais críticas do País, o Distrito Federal, de duas das cinco cidades goianas com mais casos de Covid-19: Luziânia e Valparaíso de Goiás. Porém, passado um mês desde que surgiram os primeiros pacientes confirmados em Goiás, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Novo Gama está apenas com dois casos suspeitos e 19 descartados da doença.

Quando se amplia o número de cidades goianas para as 20 maiores, entram na lista das sem Covid-19 mais duas: Planaltina, também no Entorno, e Mineiros. Santo Antônio do Descoberto, que não consta no último boletim da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), teve o primeiro caso registrado nesta segunda-feira (13).

A titular da SMS de Novo Gama, Wisliane Maximiano do Nascimento, diz acreditar que a ausência de casos na cidade se deve ao trabalho de orientação feito pelo poder público junto à população, à rapidez tanto do governo estadual como da prefeitura para adotarem medidas de restrição de mobilidade, fechamento de serviços, escolas e comércio e, mais especificamente por parte da secretaria, ao monitoramento dos casos suspeitos tanto dentro da cidade como da população local que se consulta em Gama e Santa Maria, regiões administrativas do DF que ficam praticamente anexas ao município, do outro lado da DF-290.

“Nós fazemos reuniões diárias desde o momento em que saiu o primeiro decreto do governador, criamos uma comissão especial para tratar do assunto, oferecemos um número de celular 24 horas para atender a população, levando equipes de profissionais de saúde até os domicílios, higienizamos três vezes por dia locais de grande fluxo, como rodoviária e fazemos investigação imediata de todos os casos suspeitos em cima. Estamos em cima”, comentou Wisliane.

Dúvida sobre caso

Em Santo Antônio do Descoberto, cidade de 74.744 habitantes também no Entorno, não havia nenhum caso de coronavírus até quinta-feira, e até esta segunda-feira a prefeitura local estava na dúvida se poderia incluir ou não como da cidade o caso confirmado. É que se trata de uma moradora que, segundo o secretário municipal de Saúde, Antonio Marcos Santos Pereira, estava praticamente morando e trabalhando em Brasília (DF). Só agora veio a confirmação oficial que o caso seria registrado na cidade de origem da paciente, no caso Santo Antonio.

A mulher estava se mudando para a residência de um companheiro no Distrito Federal e teria feito um teste em um laboratório particular da capital por “desencargo de consciência” após uma tosse. O resultado deu positivo na quinta-feira (9) e no dia seguinte ela resolveu se refugiar em sua residência de Santo Antônio, sozinha. “Ela pegou um Uber e se isolou aqui, avisando a gente, foi bastante colaborativa. Ela era assintomática, se não fosse essa precaução dela, nem saberia que estava (com coronavírus)”, comentou o secretário.

Pereira acredita que a cidade só tem esse caso por enquanto, mesmo com o grande fluxo de moradores para o Distrito Federal, por dois motivos principais: não estar às margens de uma grande rodovia, como a BR-060, por exemplo, e porque, segundo ele, boa parte dos habitantes que trabalham em Brasília e região moram sozinhos e circulam pouco na cidade.

“Eles ficam o dia todo no Distrito Federal e aqui nós seguimos a orientação do governo estadual e restringimos bastante a circulação das pessoas. Só hoje que teve uma liberação parcial, mas mesmo assim a população volta à noite do Distrito Federal e fica em casa”, comentou o secretário.

Em Mineiros, com 66.801 habitantes, a titular da Secretaria Municipal de Saúde, Rosangela de Rezende Amorim, diz que tanto a pasta como a prefeitura estão fazendo um trabalho de orientação e convencimento junto à população desde que os primeiros casos foram registrados em Goiás e o governo estadual baixou decretos de restrição. Primeiro conversando com escolas e comerciantes, depois em locais de grande fluxo, sempre distribuindo máscaras e monitorando a circulação das pessoas para evitar aglomerações.

“Houve um grande desespero no comércio, muitos ficaram revoltados, mas tivemos muita conversa. Organizamos os fluxos na cidade, normatizamos o transporte dos servidores da indústria, a prefeitura deu férias coletivas, mantendo só os serviços essenciais da saúde e mesmo assim restringindo apenas ao que era fundamental. Temos contado muito com a colaboração das pessoas”, afirmou a secretária.

A reportagem não conseguiu falar com a Secretaria Municipal de Saúde de Planaltina, cidade com 89.918 pessoas no Entorno do DF e que também não tem nenhum caso registrado de coronavírus oficialmente.

Números

Cerca de 90% dos casos confirmados da Covid-19 em Goiás se concentram nas 20 maiores cidades goianas, que somam 60% da população, considerando apenas os municípios deste grupo que registraram o novo coronavírus. A maioria das ocorrências comprovadas está em Goiânia (55%). (De O Popular)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Valparaíso e Luziânia lideram cidades do Entorno do DF com casos da Covid-19 | RP

Das quatro cidades do Entorno do Distrito Federal com contaminações pelo novo coronavírus, Valparaíso e Luziânia lideram em número de casos, segundo dados da Secretaria Estadual de Saude (SES-GO). Em cada um dos dois municípios são seis casos de pacientes que testaram positivo para a Covid-19.

Além das duas cidades, Cidade Ocidental possui dois casos da doença e Águas Lindas também tem um infectado na lista. Ainda conforme balanços da SES-GO, a primeira vítima do coronavírus foi a mulher de 66 anos de Luziânia, que faleceu no dia 26 de março.

Até o momento, a pasta confirma 179 registros da infecção em todo Estado e sete óbitos. Ao todo, 3.294 casos são investigados e outros 1.489 foram descartados. Aguardam liberação de resultados 191 exames. (Com informações de jornal opção)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.