Arquivo da categoria: SAÚDE

Goiás registra mais de 31 mil casos confirmados de covid-19 e 715 mortes | RP

Goiás registrou, até a tarde desta terça-feira (7/7), 31.545 casos confirmados de covid-19. O estado também soma 715 mortes causadas pela infecção. Outras 75.491 notificações suspeitas e mais 50 mortes são investigadas, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO).

No momento, Nova Roma, cidade do interior, é a única cidade em Goiás não apresenta casos suspeitos ou confirmados da covid-19 entre moradores. Outras 25 apuram notificações suspeitas e 220 já tem casos confirmados da doença. As 715 mortes estão divididas entre 97 municípios que tem casos confirmados.

Casos de covid-19 em Goiás

O boletim com as notificações da SES-GO faz o processamento dos dados a partir dos sistemas do Ministério da Saúde (e-SUS VE e Sivep Gripe). Eventuais diferenças são justificadas por ajustes nas fichas de notificação pelos municípios, como por exemplo, a atualização do local de residência da pessoa.

Detalhes dos casos e óbitos confirmados, suspeitos e descartados, acesse o painel covid-19 do Governo de Goiás por meio do link http://covid19.saude.go.gov.br/.


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Hospital Santa Rita de Cássia está passando por reformas | RP

O Hospital Municipal Santa Rita de Cássia (HMSRC) está passando por reforma estrutural. Ainda ontem a noite (quinta, dia 02) o telhado do hospital passava por manutenção, onde cerca de 300 telhas que estavam danificadas e causavam infiltrações na laje do prédio, foram substituídas.

O piso do pronto socorro que já havia perdido até o esmalte, será substituído por porcelanato branco, apresentando melhor estética e qualidade na recepção do hospital.

As paredes receberam manutenção e receberão pintura nova, já que hoje, muitas estão com rachaduras, com mofos e com a pintura caindo.

Segundo Hugo Batista, Diretor administrativo da OSS, o hospital receberá reforço estrutural, e o foco agora a princípio é na reforma estrutural, reforma administrativa e reforma assistencial. Segundo Hugo, a OSS vai surpreender a população com a rapidez nesta reforma, e garante que a população irá notar uma mudança significativa no atendimento humanizado e afins.

O Hospital Santa Rita é o único hospital público da cidade, e há anos vinha sofrendo com a falta de manutenção, que é visível já pela parte externa.

Para poder realizar a reforma, o Hospital precisou transferir os atendimentos do pronto socorro, clínica-médica e pedriatria, para a UPA do bairro Jardim Paquetá, de forma temporária, até a finalização da primeira etapa da reforma. A associação da Irmandade Santa Casa de Pacaembu é que administra o Hospital Santa Rita e a UPA 24h em contrato com a Prefeitura desde o dia 1° de Julho.

Goiás confirma 200 municípios afetados pelo novo coronavírus | RP

O estado de Goiás já tem 200 municípios com moradores infectados pelo novo coronavírus. Ou seja, os 17.125 casos confirmados, até o momento, estão divididos entre essas 200 cidades goianas. Além disso, 45.874 casos suspeitos são investigados entre elas. Os dados são desta terça-feira (23/6) e constam na plataforma Covid-19, do governo estadual.

Ainda conforme os dados, outros 40 municípios investigam casos suspeitos do coronavírus e apenas seis ainda não têm registros da doença.

Desses 200 municípios com registros da doença, 59 têm mortes por covid-19. Até o momento, Goiás tem 324 óbitos confirmados e 39 suspeitos em investigação. Cinco municípios goianos apuram mortes suspeitas pela doença e 182 não contabilizam mortes causadas pela infecção.

Municípios goianos com mais casos do novo coronavírus

Desde o início da pandemia, em março deste ano, Goiânia liderava em número de infectados pelo coronavírus no estado. No entanto, no início desta semana Rio Verde, cidade da Região Sudoeste de Goiás, passou a ocupar o primeiro lugar em número de contaminações.

Segundo os boletins atualizados na noite desta segunda-feira (22), a capital tem 5.463 casos confirmados, 480 internações, 247 internações em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 4.395 recuperações e 117 óbitos. Já Rio Verde registra 5.620 casos confirmados da doença, 33 mortes e 4.923 pessoas recuperadas do novo vírus.

Outras cidades goianas também se destacam pelo número de moradores contaminados, sendo elas: Aparecida de Goiânia, com 1.765 confirmados, 996 recuperados, 32 óbitos e 29 hospitalizados; Anápolis, com 613 confirmações, 444 recuperados e 11 pessoas mortas pela doença.

Também apresentam número relevante de casos: Águas Lindas de Goiás, com 555 infectados, 110 sob suspeita e 20 óbitos confirmados; Luziânia, com 415 casos; e Valparaíso de Goiás, com 387 pessoas contaminadas pelo coronavírus.

Casos de infectados pelo coronavírus têm crescimento em Goiás

Mesmo com números expressivos de recuperações em algumas cidades, os casos da doença continuam em crescimento no estado. Conforme o boletim de segunda (22), em 24 horas, Goiás registrou 967 novos casos e oito mortes por covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. (Com informações de Dia Online)

Planaltina Goiás registrou primeira morte pelo novo coronavírus | RP

Planaltina Goiás, no Entorno do Distrito Federal, registrou nesta terça-feira (21) a primeira morte pelo novo coronavírus (Covid-19). Segundo o secretário de Comunicação da cidade, Lázaro Reis, a vítima é uma mulher, de 43 anos, que apresentou os primeiros sintomas da doença no dia 16 deste mês. Ela foi até o Hospital Municipal, onde foi internada.

De acordo com o secretário, no segundo dia de internação o Distrito Federal enviou 20 testes rápidos e a paciente realizou o primeiro exame, que deu negativo para a Covid-19. No entanto, a pasta solicitou uma vaga no Hospital de Campanha para o Enfrentamento ao Coronavírus em Goiás (HCamp) e ela foi transferida para Goiânia no último dia 18.

Devido quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) foi coletado material e enviado para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-GO), que realizou novo exame e detectou a doença. O resultado saiu no domingo (19). A mulher, que segundo familiares possuía diabetes, morreu nesta terça.

Lázaro explicou que o marido da mulher trabalha em uma empresa de Brasília, que suspendeu as atividades após detectar um funcionário com o novo coronavírus. Ele, a filha e o genro dela estão em isolamento e são acompanhados por equipes da secretaria.

O sepultamento da mulher está marcado para esta quarta-feira (22), às 10 horas, no cemitério de Planaltina. Com a confirmação desse caso, o número de mortes provocadas pelo coronavírus em Goiás sobe para 20. (Com informações de O Popular)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Após primeiro caso confirmado de coronavírus em Planaltina-GO, população fica em alerta | RP

Na última sesta sexta-feira (17) Planaltina-GO ficou em alerta após o anúncio de uma paciente internada e em isolamento no Hospital Municipal Santa Rita de Cássia – HMSRC com suspeita grave de coronavírus. (Exame de contraprova da paciente deu positivo e ela está com coronavírus)

Trata-se de uma paciente que deu entrada com insuficiência respiratória e em estado complicado no hospital. Devido o esposo da paciente ter tido contato com um colega de trabalho e sido afastado do trabalho por suspeita de coronavírus, onde ele ficou doente por alguns dias e logo depois de alguns dias ela também ter começado a apresentar sintomas, e a progressão do problema foi só piorando, a suspeita dos médicos foi para covid-19.

O Dr° Daniel Matos, diretor do Hospital Santa Rita de Cássia, disse que devido o estado grave da paciente, onde os pulmões estavam parando, a suspeita de Covid-19 era forte, e ela precisou ficar entubada e em isolamento no hospital. Os pulmões da paciente chegaram a parar, e a suspeita estava entre H1N1, Coronavírus e pneumunia, mas a confirmação só poderia ser feita após o exame para coronavírus, na qual o município não tinha até semana passada.Foi feito uma coleta e enviado ao Lacen-GO.

Mais tarde, após o município ter conseguido uma doação de kits de testes rápido, logo foi feito um teste com a paciente, que deu por sinal deu negativo para coronavírus, porém, neste domingo (19) o exame da contraprova feita pelo Lacen-GO deu positivo, confirmando então o primeiro caso de coronavírus em Planaltina Goiás.

A paciente em estado grave foi encaminhada para uma UTI em Goiânia onde segue internada. A vigilância epidemiológica agora realiza o mapeamento das pessoas que podem ter tido contato com a paciente, para que fiquem em isolamento.


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Paciente que testou negativo para Covid-19 é removida do hospital de Planaltina-GO | RP

ATUALIZAÇÃO: A PACIENTE TESTOU POSITIVO NO SEGUNDO TESTE FEITO.

A paciente estava entubada no Hospital Municipal Santa Rita de Cássia (HMSRC) de Planaltina/GO.

VEJA O VÍDEO CLICANDO AQUI

O primeiro teste rápido feito pelo município deu negativo para covid-19. A contraprova que será feita pela Lacen-GO deve sair em alguns dias.

A paciente precisou ser transferida para uma UTI em Goiânia devido o estado grave de complicações respiratórias. O município de Planaltina ainda não tem nenhum caso confirmado da doença.


REDEPLAN • O seu canal de notícias.


Uso de máscaras pode ser obrigatório nas ruas a partir do dia 20 em Goiás | RP

O governador Ronaldo Caiado (DEM) quer que o cidadão goiano use mais as máscaras de proteção contra o novo coronavírus (Covid-19) a partir de segunda-feira (20), quando o governo estadual deve flexibilizar a abertura de algumas atividades econômicas. Em entrevista para a rádio RBC FM, Caiado afirmou que “circular sem máscaras” a partir da próxima semana “é algo que realmente vai infringir o decreto” em elaboração pelo Estado.

Procurada pelo POPULAR, a assessoria de imprensa do governo informou que ainda está em análise o que será exigido da população em relação ao uso de máscaras e que até o momento não há nada definido. Segundo a assessoria, reuniões começaram a ser feitas para definir detalhes e elaborar o protocolo. Existe a possibilidade de que a obrigatoriedade de uso seja apenas para quando o cidadão entrar em um estabelecimento que volte a abrir a partir da próxima semana.

Em entrevista à RBC, o governador afirmou que está trabalhando para finalizar um decreto que vai “flexibilizar algumas atividades da área econômica”, mas que haverá contrapartidas para que sejam dadas ao trabalhador e ao cliente garantias mínimas para que não haja contaminação. “Uma delas vai ser o uso das máscaras”, declarou.

Caiado citou motoristas de transporte de passageiros e usuários de ônibus como exemplos de quem ele entende que deve usar obrigatoriamente as máscaras de proteção. Ele também comentou que acredita que é importante que as pessoas comecem a criar o hábito de usar as máscaras “quando estiverem indo, voltando ou trabalhando em algum lugar” “As pessoas tem que entender que vão ter essa responsabilidade para não contaminar os outros e também não serem contaminados. Colocar a máscara tem de ser um hábito neste momento em que estamos passando”, disse. (De O Popular)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Só uma das 14 cidades em Goiás com mais de 100 mil habitantes não tem caso de coronavírus | RP

Apenas uma cidade das 14 com mais de 100 mil habitantes em Goiás não apresentou até o momento nenhum caso comprovado de novo coronavírus (Covid-19). O que torna o caso de Novo Gama mais curioso é que a cidade – com 115.711 habitantes, segundo o IBGE – fica ao lado de uma das regiões mais críticas do País, o Distrito Federal, de duas das cinco cidades goianas com mais casos de Covid-19: Luziânia e Valparaíso de Goiás. Porém, passado um mês desde que surgiram os primeiros pacientes confirmados em Goiás, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Novo Gama está apenas com dois casos suspeitos e 19 descartados da doença.

Quando se amplia o número de cidades goianas para as 20 maiores, entram na lista das sem Covid-19 mais duas: Planaltina, também no Entorno, e Mineiros. Santo Antônio do Descoberto, que não consta no último boletim da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), teve o primeiro caso registrado nesta segunda-feira (13).

A titular da SMS de Novo Gama, Wisliane Maximiano do Nascimento, diz acreditar que a ausência de casos na cidade se deve ao trabalho de orientação feito pelo poder público junto à população, à rapidez tanto do governo estadual como da prefeitura para adotarem medidas de restrição de mobilidade, fechamento de serviços, escolas e comércio e, mais especificamente por parte da secretaria, ao monitoramento dos casos suspeitos tanto dentro da cidade como da população local que se consulta em Gama e Santa Maria, regiões administrativas do DF que ficam praticamente anexas ao município, do outro lado da DF-290.

“Nós fazemos reuniões diárias desde o momento em que saiu o primeiro decreto do governador, criamos uma comissão especial para tratar do assunto, oferecemos um número de celular 24 horas para atender a população, levando equipes de profissionais de saúde até os domicílios, higienizamos três vezes por dia locais de grande fluxo, como rodoviária e fazemos investigação imediata de todos os casos suspeitos em cima. Estamos em cima”, comentou Wisliane.

Dúvida sobre caso

Em Santo Antônio do Descoberto, cidade de 74.744 habitantes também no Entorno, não havia nenhum caso de coronavírus até quinta-feira, e até esta segunda-feira a prefeitura local estava na dúvida se poderia incluir ou não como da cidade o caso confirmado. É que se trata de uma moradora que, segundo o secretário municipal de Saúde, Antonio Marcos Santos Pereira, estava praticamente morando e trabalhando em Brasília (DF). Só agora veio a confirmação oficial que o caso seria registrado na cidade de origem da paciente, no caso Santo Antonio.

A mulher estava se mudando para a residência de um companheiro no Distrito Federal e teria feito um teste em um laboratório particular da capital por “desencargo de consciência” após uma tosse. O resultado deu positivo na quinta-feira (9) e no dia seguinte ela resolveu se refugiar em sua residência de Santo Antônio, sozinha. “Ela pegou um Uber e se isolou aqui, avisando a gente, foi bastante colaborativa. Ela era assintomática, se não fosse essa precaução dela, nem saberia que estava (com coronavírus)”, comentou o secretário.

Pereira acredita que a cidade só tem esse caso por enquanto, mesmo com o grande fluxo de moradores para o Distrito Federal, por dois motivos principais: não estar às margens de uma grande rodovia, como a BR-060, por exemplo, e porque, segundo ele, boa parte dos habitantes que trabalham em Brasília e região moram sozinhos e circulam pouco na cidade.

“Eles ficam o dia todo no Distrito Federal e aqui nós seguimos a orientação do governo estadual e restringimos bastante a circulação das pessoas. Só hoje que teve uma liberação parcial, mas mesmo assim a população volta à noite do Distrito Federal e fica em casa”, comentou o secretário.

Em Mineiros, com 66.801 habitantes, a titular da Secretaria Municipal de Saúde, Rosangela de Rezende Amorim, diz que tanto a pasta como a prefeitura estão fazendo um trabalho de orientação e convencimento junto à população desde que os primeiros casos foram registrados em Goiás e o governo estadual baixou decretos de restrição. Primeiro conversando com escolas e comerciantes, depois em locais de grande fluxo, sempre distribuindo máscaras e monitorando a circulação das pessoas para evitar aglomerações.

“Houve um grande desespero no comércio, muitos ficaram revoltados, mas tivemos muita conversa. Organizamos os fluxos na cidade, normatizamos o transporte dos servidores da indústria, a prefeitura deu férias coletivas, mantendo só os serviços essenciais da saúde e mesmo assim restringindo apenas ao que era fundamental. Temos contado muito com a colaboração das pessoas”, afirmou a secretária.

A reportagem não conseguiu falar com a Secretaria Municipal de Saúde de Planaltina, cidade com 89.918 pessoas no Entorno do DF e que também não tem nenhum caso registrado de coronavírus oficialmente.

Números

Cerca de 90% dos casos confirmados da Covid-19 em Goiás se concentram nas 20 maiores cidades goianas, que somam 60% da população, considerando apenas os municípios deste grupo que registraram o novo coronavírus. A maioria das ocorrências comprovadas está em Goiânia (55%). (De O Popular)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Mais da metade dos 107 casos confirmados de coronavírus em Goiânia está recuperada | RP

Nas últimas 24 horas em Goiânia, quatro pessoas se recuperaram do novo coronavírus (Covid-19). Ao todo, 57 pessoas já se curaram da infecção na capital. Isso quer dizer que mais da metade dos 107 casos confirmados na cidade já está imune ao vírus, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (10) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Contudo, o número de pessoas que se infectam continua mais alto do que aqueles que se curam no município. De ontem para hoje mais seis pacientes foram confirmados com a doença. E vale ressaltar alguns fatores, como a quantidade insuficiente de exames no Estado e o fato de que nem o Brasil e nem Goiânia ainda vivem o pico de contágio, que deve ocorrer entre o final de abril e início de maio, segundo previsão do Ministério da Saúde.

Outros dados preocupantes apresentados pela SMS são que cinco pessoas morreram na cidade, que tem 4,6% de taxa de letalidade, e que nas últimas 48h mais que dobrou o número de pacientes que precisaram ser internados em Goiânia em função do coronavírus.

Na última quarta-feira (8), o boletim mostrava que 14 pessoas necessitaram de internação enquanto que o informe de hoje relata que 30 pacientes precisaram de apoio hospitalar na cidade. E 16 pessoas precisaram ser encaminhadas para Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs).

É por isso que o prefeito Iris Rezende (MDB), em recente reunião com gabinete de crise que atua no enfrentamento ao coronavírus, reforçou a importância do isolamento social neste feriado da Semana Santa.

“Precisamos continuar. Tem dado resultado e não podemos descuidar. É um momento difícil, mas passageiro. Tenho certeza que os goianienses vão colaborar e que sairemos da melhor maneira possível desta pandemia”, falou o prefeito ao site da Prefeitura. “Sabemos da importância desta data, por isso mesmo conclamo e peço que continuem seguindo a quarentena”, complementou.
(De O Popular)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.