Homem é encontrado morto no bairro Jardim Paquetá, em Planaltina Goiás | RP

O corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado agora pela manhã, próximo ao colégio Municipal do Jardim Paquetá com indícios de ter sido assassinado.

Os funcionários de uma empresa que estavam indo ao trabalho foi quem encontraram o corpo, por volta de 6h da manhã. O IML – Instituto Médico legal está indo ao local. A Polícia Militar isolou a área para a Polícia Civil fazer a perícia.

Em breve mais informações


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Anúncios

Ônibus tomba na BR-020 e 19 pessoas ficam feridas; duas em estado grave | RP

Um ônibus tombou na BR-020, sentido Planaltina-DF, e ao menos 19 pessoas ficaram feridas e precisaram ser hospitalizadas. Equipes do Corpo de Bombeiro trabalham no local para socorrer as vítimas. De acordo com informações preliminares, duas pessoas estão em estado grave. O acidente aconteceu por volta das 13h, no KM 18, próximo ao acesso do Morro da Capelinha.

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também trabalham na ocorrência. Até às 14h todas as vias da pista estavam interditadas, mas foram liberadas por volta das 14h30.

De acordo com a PRF, o motorista teria tentado frear e, como a pista estava escorregadia, o veículo deslizou e acabou caindo em um barranco. Um engarrafamento de ao menos 1km se forma na via. Muitos curiosos diminuem a velocidade para tentar entender o que aconteceu.

Ainda segundo a PRF, o ônibus é fretado de uma empresa que terceiriza funcionários que trabalham como auxiliares de serviços gerais no Plano Piloto e realizada o transporte deles. Bete Dias Pereira, 55 anos, trabalha com as vítimas do acidente, mas não estava de plantão neste fim de semana. “Muitas colegas minhas foram trabalhar. Uma amiga me ligou e disse que o ônibus tinha sofrido um acidente e corri para cá”, disse.

Bete ressalta que ainda não recebeu informações sobre o estado de saúde dos companheiras de trabalho. “Fiquei desesperada, porque a gente não tem notícia de para onde elas foram, como estão. Eu estou tentando ligar para minhas colegas que estavam no ônibus, mas não consigo”, lamentou.

FONTE: Correio Braziliense

REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Polícia é acionada após denúncias de grilagem de terra na rampa do vôo livre, em Planaltina-GO | RP

A rampa de vôo livre, no vale do Paranã está sendo grilada por um fazendeiro, que invadiu a área de proteção ambiental e a área de decolagem, terreno este público.

Os pilotos convocaram a população em geral para uma manifestação na rampa no último sábado 16/02.

Eles querem impedir que esse patrimônio, sede de vários campeonatos mundiais, seja retirado deles.

A Polícia esteve no local e os materias de construção devem ser retirado do local em 5 dias. O responsável pela obra ilegal também será processado.


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Preço das passagens de ônibus de Planaltina-GO vão aumentar de novo; confira os valores | RP

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou, nesta sexta-feira (15/2), no Diário Oficial da União (DOU) que, a partir de 24 de fevereiro, as empresas estão autorizadas a reajustar em 5,231% o preço das passagens vigentes.

No Distrito Federal, os principais atingidos são os passageiros do Entorno.
Moradores de Planaltina (GO), por exemplo, de 6,80 passará a pagar R$ 7,20 no valor de cada passagem com destino a Brasília DF . (válidos a partir de 24/2)

João Antônio, que trabalha como faxineiro em uma empresa de Brasília, classificou o aumento como “um absurdo”. Ele conta que já paga mais de R$ 20 por dia na ida e volta ao trabalho. “Agora eu vou ter que desembolsar mais, pois eu pego quatro ônibus para chegar até o meu serviço”, lamentou. Os ônibus que fazem a linha entre o Entorno e o DF não possuem integração.

Veja os novos valores em: Rede Plan Facebook

Investigação conclue que menino com ferimentos na cabeça não foi maltratado pelos pais | RP

Conforme apontaram as investigações do caso, que foi oficialmente encerrado, a criança teve um acidente e não sofreu maus-tratos por parte do pai e da madrasta, principais suspeitos na época.

Nesta segunda-feira (11/2), as investigações do caso da criança com ferimentos na cabeça, que aparentava ter sido queimada com ferro de passar roupas, em Formosa, interior do estado. Conforme apontaram as investigações do caso, que foi oficialmente encerrado, a criança teve um acidente e não sofreu maus-tratos por parte do pai e da madrasta, principais suspeitos na época. A polícia contou ainda que o pai chegou a ser detido quando levava o filho para uma consulta no hospital.

O caso foi registrado no dia 11 de janeiro deste ano. Trinta dias após o início das investigações, a equipe da Polícia Civil (PC), através da DPCA, apurou que no dia 9/12, domingo, por volta de 17h, a criança de 4 anos sofreu uma queda em sua residência, na zona rural do município de Niquelândia, local onde mora com o pai e a madrasta. Imediatamente, a criança apresentou um inchaço na cabeça e a madrasta colocou gelo no local.

Ainda segundo a polícia, no dia seguinte à queda, a criança permanecia com inchaço na cabeça e ainda apresentou inchaço no rosto. Rapidamente, os responsáveis foram em busca de atendimento médico em Niquelândia e Formosa, onde possuem familiares.

Submetida a avaliação médica e a exames de imagem, a criança não apresentou lesões internas e, em relação aos ferimentos na pele, recebeu prescrições de medicamentos, que foram prontamente adquiridos e administrados pela madrasta que, mais tarde, associou a eles tratamentos caseiros para a cicatrização do ferimento.

A polícia conta que, por causa do tratamento, as feridas da cabeça da criança começavam a cicatrizar, mas “a casquinha era arrancada” por ela, como ela mesma relatou, o que colaborou para o agravamento das lesões.

O pai, então, preocupado com o estado da criança e tendo de submeter seu automóvel a manutenção, conseguiu dispensa do seu trabalho no dia 11/01 para ir a Formosa. Na ocasião, a criança seria novamente submetida a avaliação médica, pois apresentava diarreia e agravamento das lesões na pele.

A caminho de Formosa, eles pararam em uma oficina, quando foram abordados e conduzidos à delegacia. Lá, os policiais avistaram a criança abatida, em razão da diarreia e dos ferimentos. A partir de então, o caso ficou sob a responsabilidade da DPCA.

As investigações sobre o caso da criança com ferimentos na cabeça, em Formosa
Ao longo dos 30 dias de investigação policial, foram colhidos 13 depoimentos, analisados diversos documentos, prontuários médicos e fotografias, com a participação ativa do Instituto Médico Legal e da equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social.

Por fim, as investigações apontaram que não houve maus-tratos, nem tortura e nem mesmo crime de lesão corporal. Pelo contrário, a criança, após ter sofrido um acidente doméstico, recebeu os cuidados devidos de seus familiares e, infelizmente, teve um agravamento dos ferimentos em sua cabeça, os quais infeccionaram.

Também ficou afastada a denúncia de que a criança comia apenas biscoitos, já que convivia com o pai e a madrasta na zona rural e, lá, lhe eram servidas todas as refeições, sendo café da manhã, almoço, lanche e jantar.

Atualmente, a criança permanece em bom estado, recebeu atendimento médico devido e já se encontra sob os cuidados de familiares, em cumprimento a decisão do Juizado da Infância e Juventude de Formosa, que também atua no caso.


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Planaltinenses realizam exames gratuitos através de parceria de clínica móvel e prefeitura | RP

O estacionamento da Prefeitura de Planaltina Goiás amanheceu com diversos serviços sendo oferecidos para população por meio da parceria entre a Prefeitura e a Clínica Móvel George Morais. Os exames ocorreram apenas hoje, mas já tem previsão de retorno da clínica móvel em breve.

O prefeito Eles Reis, a primeira-dama Adriana Reis, a deputada federal Flávia Morais e o médico George Morais participaram da solenidade de abertura. Na ocasião, o prefeito Reis agradeceu “Obrigado a todos por tornar essa parceria possível e ajudar a saúde do município. Centenas de pessoas serão beneficiadas“, elogiou.

São muitos atendimentos na área de saúde preventiva. Às 6 horas os primeiros exames já estavam sendo feitos.
Os seguintes exames estavam sendo realizados: Ultrassonografia de abdômen superior (em jejum), ultrassonografia de mama, endovaginal, pélvica, próstata e obstétrica. Para as gestantes houve gravação de um DVD com imagens do bebê, tudo gratuito.


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Fonte: Prefeitura Municipal de Planaltina Goiás

MPF arresta R$22 milhões de bens de Marconi Perillo e outras oito pessoas | RP

A assessoria de imprensa do Ministério Público Federal (MPF) em Goiás, informou que conseguiu uma decisão judicial determinando o arresto dos bens imóveis do ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, da família de Jayme Rincón e de outras três pessoas. A decisão, concedida pela 11ª Vara da Justiça Federal, é do último dia 6 de dezembro e deu-se no âmbito da operação Cash Delivery, que apura suspeitas de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa atribuídas ao ex-governador e executivos da Odebrecht.

A defesa de Marconi Perillo, feita pelo advogado Antônio Carlos de Almeida Castro (Kakay), a iniciativa busca criar um constrangimento ao acusado. Ele recorre aos tribunais superiores para manter os bens em posse do ex-governador. (VEJA A NOTA ABAIXO)

O valor limite do arresto de todos os bens chega a quase R$ 22 milhões. “A divulgação da decisão só agora foi possível pois era mantida em segredo de justiça até que a ordem de arresto fosse cumprida”, informou o MPF, em nota.

Para o MPF, “a medida é essencial para resguardar eventual condenação ao ressarcimento dos valores recebidos a título de propina, visto que os investigados poderiam se desfazer de seu patrimônio até o julgamento final do feito”.

“Além do ex-governador, a decisão judicial determinou o arresto de bens imóveis de Jayme Eduardo Rincón, Heloísa Moraes Pacheco de Godoi Rincón, Natália Godoi Rincón, Rodrigo Godoi Rincón, Isabela Godoi Rincón, Márcio Garcia de Moura, Pablo Rogério de Oliveira, Carlos Alberto Pacheco, Ronais Participações e Investimentos Ltda (empresa registrada em nome dos filhos de Jayme Rincón) e MV Participações Ltda (empresa registrada em nome de Marconi Perillo e Valéria Perillo)”, divulgou o MPF.

Para o MPF, “com relação aos bens arrestados da família Rincón, as investigações apuraram que embora estejam em nome da empresa Ronais Participações e Investimentos Ltda, eles são, na verdade, de Jayme Rincón. Conforme apurado, Jayme e sua esposa Heloisa, em 2009, constituíram a empresa Rincon e Godoi Participações e Investimentos Ltda para administrar os bens da família. Posteriormente, em setembro de 2013, a empresa passou a ser denominada de Ronais Participações e Investimentos Ltda, ocasião em que Jayme foi excluído dos quadros sociais e incluídos como sócios os seus três filhos, Rodrigo, Natália e Isabela. A empresa não possui empregados registrados e, embora conste dos cadastros da Receita Federal que seu endereço é no edifício Montreal Office, em Aparecida de Goiânia/GO, apurou-se que, de fato, funcionava dentro da Agência Goiana de Transporte e Obras (Agetop), na gestão do seu então presidente, Jayme Rincón”.

Para o MPF, todos os bens em nome da Ronais são na realidade de Jayme Rincón, que teria constituído a empresa como forma de “blindagem patrimonial”.

“O objetivo foi o de não manter patrimônio em seu próprio nome e, dessa forma, resguardar-se de eventuais ações judiciais em seu desfavor, decorrentes dos crimes praticados. Assim, considerando que Jayme é o administrador de fato dos imóveis em nome da Ronais, o MPF pediu e foi decretado o arresto de bens da empresa para assegurar eventual condenação ao ressarcimento dos valores recebidos a título de propina”, segundo a nota.


Nota do advogado do ex-governador Marconi Perillo

A Defesa de Marconi Perillo vem a público esclarecer que o arresto determinado pela Justiça Federal faz parte de uma estratégia do Ministério Público de sempre que há uma investigação tentar constranger o investigado através do bloqueio dos bens.

Rigorosamente nada há tecnicamente que preocupe sob o prisma penal, talvez por isto esta reiterada postura do Ministério Público de buscar atingir o cidadão investigado através dos seus bens.

No caso concreto são bens adquiridos muito antes dos fatos injustamente apontados como ilegais, o que por si só demonstra a ilegalidade e a desnecessidade da medida.

Quer a defesa ressaltar a perplexidade com a exposição do inteiro teor dos bens arrestados pela imprensa, que cumpre seu papel ao divulgar um material que teve acesso antes mesmo da Defesa Técnica.

A Defesa já está recorrendo aos Tribunais Superiores e acredita na independência e autonomia do Judiciário.


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Fonte: Diário de Goiás

Menor acusado de matar aluno da UnB foi apreendido em Planaltina-GO | RP

O delegado Vicente Paranahiba, da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), deu detalhes, nesta quarta-feira (30/1), da apreensão do adolescente acusado de esfaquear e matar o estudante da Universidade de Brasília (UnB) Milton Junio de 19 anos. Segundo o delegado, o menor foi apreendido na casa da mãe, em Planaltina (GO). “A DCA deu andamento às investigações iniciadas pela 5ª DP e instaurou um procedimento contra o adolescente, que foi submetido um pedido de internação provisória contra o menor.”
O adolescente, de 17 anos, era conhecido na rodoviária, pois a família vende balas e pede doações no local. Ele vai responder por homicídio e não por latrocínio (roubo com morte). “As testemunhas, os dois amigos de Milton e um vigilante, não deram falta de nenhum objeto da vítima“, acrescentou o delegado.
Em depoimento à DCA, o adolescente falou que estava sob o efeito de drogas, mas só agrediu o estudante com um chute, diferentemente do depoimento do outro envolvido, Adriano Ferreira dos Santos, 34, que está preso e foi indiciado por homicídio qualificado e corrupção de menor.
Houve uma divergência entre os envolvidos. De acordo com Adriano, foi o menor que deu a facada, enquanto o rapaz afirma que foi Adriano que o fez. Mas, segundo as testemunhas, que não precisaram fazer o reconhecimento do acusado, foi o adolescente que cometeu o crime.”
O adolescente tem passagem pela polícia por crimes análogos a roubo, furto, tráfico e porte de drogas. O rapaz está apreendido e à disposição da Justiça em unidade de internação. “A medida socioeducativa é de até três anos, fica a critério da Justiça“, finalizou o delegado.

Relembre o caso

Milton e outros dois amigos saíram de uma festa no Setor Bancário Sul e se digiriram para a Rodoviária do Plano Piloto para esperar o BRT e voltar para casa, no Gama. Por volta das 3h30, Adriano teria se aproximado do trio e pediu um isqueiro emprestado, como detalhou em depoimento na 5ª Delegacia de Polícia (Área Central).
A vítima estava com uma garrafa de cerveja na mão e ele pediu um gole. O jovem negou e ali começou uma discussão. O suspeito disse que a vítima o xingou e que, quando pediram o isqueiro de volta, ele sentiu aquilo como um desaforo“, relatou o delegado responsável pelo caso, Gleyson Mascarenhas, à época da prisão de Adriano.
Depois da discussão, Milton e Ícaro Carlos de Souza, 19, foram ao banheiro, enquanto o outro amigo, Ary Martins, 21, foi buscar ajuda na unidade da PM na Rodoviária. No momento, o adolescente acusado perguntou se ele queria bater nas vítimas.
Adriano concordou. O adolescente sacou uma faca e foram atrás do grupo. O adolescente foi quem deu a facada na vítima, que chegou a correr, pedindo ajuda. Adriano ainda chegou a bater no jovem, após a facada. Depois disso, a dupla fugiu“, esclareceu Gleyson Mascarenhas.
Milton Junio caiu ao lado da escada rolante da plataforma inferior da rodoviária, próximo ao banheiro em que levou a facada.


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Fonte: Correio Braziliense

Presidiários constroem horta na cadeia de Planaltina-GO | RP

Com a atividade, os reeducandos se tornaram aptos para o mercado de trabalho, garante o diretor da unidade Cleiton Duarte.

Capacitação foi prevista no termo de cooperação firmado entre Ministério Público de Goiás, Direção-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar)

Dez reeducandos da Unidade Prisional (UP) de Planaltina-Goiás, pertencente a 8ª Regional Nordeste da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), realizaram curso e construíram uma horta nas dependências do complexo, neste mês de janeiro.

Segundo explica o diretor Cleiton Duarte, os presos realizaram a atividade por três dias e se tornaram aptos para o mercado de trabalho. “É uma medida de ressocialização”, sintetiza.

A capacitação foi prevista no termo de cooperação firmado entre o Ministério Público de Goiás, Direção-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em maio do ano passado.

O convênio, quando iniciado, inclui no cronograma de treinamentos mais cinco unidades prisionais no Estado, prevendo capacitações, tais como agricultura urbana, floricultura e jardinagem, soldagem, artesanato e piscicultura.


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Fonte: Goiás

aconteceu, virou notícia.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: