Câmeras de segurança registram ação de assaltantes no setor Sul de Planaltina-GO | RP

As imagens foram flagradas pela câmera de um estabelecimento no setor Sul. Era por volta das 11:00 da manhã quando um veículo parou e dois assaltantes desceram do carro e anunciaram o assalto levando o celular de um homem que aguardava o ônibus, veja as imagens do momento CLICANDO AQUI

Anúncios

Facebook usa ferramenta para combater notícias falsas que são compartilhadas | RP

O Facebook vai começar a orientar seus usuários sobre como identificar notícias falsas, informou Luis Olivalves, diretor de parceria de mídia do Facebook para América Latina. A notificação contendo uma espécie de guia já é exibida no topo do feed de notícias de todos os usuários do Brasil e de outros 13 países, todos grandes mercados para a rede social.


“É uma ação informativa, para compartilhar um pouco do conhecimento adquirido através da rede para identificar um conteúdo que pode ser falso ou que tenha informação duvidosa”, diz.


Segundo o executivo, o guia enfatiza que analisar os detalhes da página que veicula a notícia é a chave para notar indícios de que a veracidade da informação é contestável. “Para uma pessoa que não está em contato todos os dias com conteúdo não é tão natural identificar uma fonte, saber consultar a URL ou não ser tão seduzida por uma chamada, vamos dizer, especulativa.” 


VIRAL

Elementos como esse são chamarizes criados para fazer a página gerar empatia com o usuário e deslanchar na rede social. “A notícia falsa tende a ‘viralizar’ de forma mais rápida do que o conteúdo normal, de fonte verificada.” Por isso, as orientações farão os usuários questionar se data de publicação e imagens incluídas condizem com o conteúdo e até que se perguntem se a história contada é, na verdade, uma farsa ou brincadeira.


As dicas presentes no guia foram elaboradas em parceria com a First Draft, uma organização sem fins lucrativos que dissemina boas práticas para elaborar, consumidor e analisar conteúdo verossímil na internet.


O Facebook já possui mecanismos voltados a combater notícias falsas. Um deles tem o objetivo de afastar produtores de notícias falsas da plataforma e outro, disponível por ora só nos Estados Unidos, França e Alemanha, para avisar usuários de que um link contém informações falsas.


Primeiro passo


No Brasil, diz Olivalve, o guia “é um primeiro passo na redução no número de conteúdos de notícias falsas” voltado a usuários. “O que a gente sente hoje é uma responsabilidade grande em ajudar a reduzir essa distribuição, porque no final estamos falando da experiência das pessoas, o que nos preocupa muito é garantir que o Facebook seja um lugar em que elas possam se conectar com seus amigos e familiares, mas também com suas fontes de conteúdo de preferência e compartilhar momentos relevantes pra sua vida. Não compartilhar momentos que sejam falsos.”


Voltada a países tão diversos como Brasil, Mianmar, Estados Unidos e Itália, a ação educativa não possui, no entanto, variações focadas nas peculiaridades regionais. “A notícia falsa, em si, o estilo adotado, a forma empregada, é global. As boas práticas são as mesmas que a gente usa outras regiões e tem muito mais a ver com como interpretar um artigo do que com o conteúdo.”


O executivo do Facebook diz que a rede social não possui um levantamento dos assuntos que costumam ser alvo com maior frequência em notícias falsas. Mas, ainda assim, é possível constatar algumas características desses conteúdos.


“O que a gente percebe a partir do comportamento [desse conteúdo] é que isso ocorre com temas que estão dominando as discussões”, diz, e completa: “a grande maioria não tem uma finalidade específica de machucar ou prejudicar alguém, tem o objetivo econômico de gerar tráfego para alguma propriedade externa”.


Reduzir o alcance financeiro dos editores e produtores de conteúdos que “enganam os usuários”, diz Olivalve, é um dos pilares da estratégia do Facebook de privilegiar o jornalismo de qualidade.


O que ocorre com as notícias falsas no Facebook


Quando usuários apontam que há informações falsas em alguma publicação, o primeiro passo é o Facebook encaminhar a denúncia para as equipes que analisam abusos na rede social – é a mesma que verifica reclamações por discurso de ódio, racismo, violência, por exemplo. Caso não tenham resposta imediata, o segundo passo é repassar a demanda para entidades de checagem de fatos.


No Brasil, o processo se encerra na primeira etapa. Em seu ciclo completo, no entanto, a iniciativa funciona em três países: Estados Unidos, França e Alemanha. Neles, os grupos de “fact checking” têm prazo de 72 horas para produzir um diagnóstico. Caso a informação seja falsa, o Facebook toma quatro atitudes, duas voltadas aos usuários e outras duas para encurtar o alcance financeiro dessas publicações (no Brasil, as “notícias falsas” são punidas, mas apenas focam o bolso dos editores).


O que acontece com as “fake news” no Facebook do Brasil:


    A relevância do post indicado como “notícia falsa” é bastante reduzida no feed de notícias, para que os usuários tenham de rolar muitas vezes a linha do tempo do aplicativo até encontrar a história;

    O Facebook impede que esse conteúdo seja “promocionado”, isto é, que ele seja impulsionado para mais pessoas em troca de pagamento.


O que também acontece com as “fake news” no Facebook dos Estados Unidos:


    As postagens que tiverem compartilhado o link receberão um banner indicando que as informações presentes nele foram contestadas, que entidades publicaram relatos precisos dos fatos e onde podem ser lidos.

    Todos os que quiserem compartilhar o link serão avisados de que as informações daquela página foram checadas e onde é possível ler essas análises.


FONTE: G1

Coreia do Norte ameaça atacar porta-aviões dos Estados Unidos | RP.

A Coreia do Norte anunciou neste Sábadoo (22) que estava pronta para atacar um porta-aviões dos Estados Unidos para demonstrar seu poderio militar, em um momento em que dois navios da marinha japonesa se juntaram a um grupo norte-americanos para realizar exercícios no Pacífico Ocidental.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou ao porta-aviões USS Carl Vinson que navegue para as águas da península coreana em resposta à crescente tensão sobre os testes nucleares e de mísseis do Norte e as ameaças de atacar os Estados Unidos e seus aliados asiáticos.


Os Estados Unidos não especificaram onde está o porta-aviões. O vice-presidente americano Mike Pence disse no sábado (22) que ele chegaria na região da Coreia “dentro de dias”, mas não deu mais detalhes.


“Nossas forças revolucionárias estão prontas para combater o porta-aviões nuclear com um único ataque”, disse um artigo no jornal “Rodong Sinmun”, do Partido dos Trabalhadores, que comanda o país..


O jornal comparou o porta-aviões a um “animal grosseiro” e disse que um ataque seria “um exemplo real para mostrar a força de nossos militares”.


O comentário foi realizado na página três do jornal, depois de um artigo de duas páginas sobre a inspeção do líder Kim Jong em uma fazenda de porcos.


Na sexta (21), a Coreia do Norte prendeu um homem coreano-americano de cerca de 50 anos, o que elevou para três o total de cidadãos dos EUA detidos no país.


O homem, Tony Lim, esteve na Coreia do Norte por um mês ensinando contabilidade na Universidade de Ciência e Tecnologia de Pyongyang. Ele foi preso no aeroporto ao tentar deixar o país.


A Coreia do Norte celebrará o 85º aniversário da criação do Exército do Povo Coreano na terça (25). O país costuma marcar aniversários como esses com testes de armas.


O país conduziu ao menos cinco testes nucleares, dois deles no ano passado, e trabalha para desenvolver mísseis capazes de alcançar os Estados Unidos.


O avanço nuclear norte-coreano é um dos maiores desafios de segurança internacional que confrontam o presidente dos EUA, Donald Trump.

Trump prometeu impedir que a Coreia do Norte seja capaz de atingir os EUA e afirmou que todas as opções estão na mesa, incluindo um ataque militar.


IMAGEM: Ilustrativa

FONTE: Diário de Goiás

Polícia Militar de Planaltina Goiás recupera carro roubado no setor Norte | RP

EM PATRULHAMENTO PELO SETOR NORTE, POLICIAIS FORAM ACIONADOS PELO SOLDADO DANIEL QUE HAVIA UM VEÍCULO CLONADO SENDO ‘FIAT STRADA’ DE COR VERMELHA. O PATRULHAMENTO FOI INTENSIFICADO ONDE LOGRARAM ÊXITO EM LOCALIZAR O CARRO ESTACIONADO. COMPARECEU O SUPOSTO PROPRIETÁRIO E APRESENTOU A DOCUMENTAÇÃO. AS PLACAS, CRLV E MARCAÇÕES DO VIDRO ESTAVAM EM PERFEITAS CONDIÇÕES.


 AO VERIFICAR A MARCAÇÃO DO CHASSI, CONTATARAM QUE HAVIA SIDO REMARCADO. CHEGOU NO LOCAL O VERDADEIRO PROPRIETÁRIO QUE APRESENTOU A CHAVE REVERSA ONDE FEITO O ACIONAMENTO DO ALARME E PARTIDA CONFIRMOU QUE O CARRO ERA CLONADO. A PLACA OSTENTADA ERA ‘OVT 6685 DF’, PORÉM A ORIGINAL ERA ‘ONR 4876 GO’. O INDIVÍDUO QUE ESTAVA COM VEÍCULO INFORMOU QUE COMPROU O CARRO DE UM TERCEIRO ONDE TAMBÉM FOI LOCALIZADO PELA EQUIPE. 


ESSE TERCEIRO INFORMOU QUE PEGOU O VEÍCULO EM UMA TROCA EM DOIS TRATORES NA MÃO DE ‘PESCOÇO’, MORADOR DA CIDADE DE FORMOSA-GO. DIANTE DOS FATOS, FORAM CONDUZIDOS OS ENVOLVIDOS AO CIOPS ONDE FORAM APRESENTADOS JUNTAMENTE COM O VEÍCULO PARA O POLICIAL CIVIL DE PLANTÃO PARA AS DEMAIS PROVIDÊNCIAS.

EQUIPE CHARLIE:

CABO AMORIM 

SOLDADO FERNANDO FERREIRA

FONTE/IMAGENS: PM

Mulher teria falecido por omissão de socorro no hospital de Planaltina Goiás | RP

Segundo Antônio (esposo) era por volta das 10:00 quando ele levou a esposa ao Hospital Santa Rita de Cássia – HSRC. Marli sentia dores no peito e estava muito cansada, chegando ao hospital, ela passou por uma triagem, mediram a pressão arterial e disseram que ela estava tudo bem, e deram a ficha verde. Preocupado com o estado de Marli, seu Antônio pediu a ficha amarela (que tem um pouco mais de urgência), mas segundo Antônio, as enfermeiras debocharam dele, dizendo que ela estava andando, falando, que não era um caso de emergência. Sete horas depois, Dona Marli veio a óbito.

Mônica, filha de Marli, não se conforma com a morte da mãe, segundo ela, Marli estava aparentemente bem, era forte e alegre. “Era uma boa mãe, me ajudava, era alegre, não fazia mal a ninguém, passava sempre sorrindo aí pra todo mundo”


No certidão de óbito a causa da morte está como ‘A esclarecer por exames complementares’. O marido da vítima está indignado por achar que a causa da morte é por negligência médica, e por isso registrou um boletim de ocorrência. ”Eu quero justiça, quero que seja investigado” desabafa.


O Delegado Cristiomário Medeiros, responsável pelo caso, diz que iniciou uma investigação para saber se houve omissão de socorro ”Nós instauramos um inquérito policial, o Sr. Antônio já foi ouvido aqui na delegacia. O hospital vai ser oficiado pra informar como foi o atendimento, que diagnóstico teve, encaminhar as fichas de atendimento pra gente saber se realmente teve algum tipo de crime nessa questão”


O diretor do hospital, Aldir Ribeiro, conta que Planaltina Goiás está sobrecarregada de pacientes. ”Não está faltando médicos, oque está acontecendo é que a nossa demanda é grande e nós estamos atendendo muitos pacientes do DF e cidades vizinhas de Planaltina Goiás”, “[…] É raro alguém ficar 5 horas, em 1/2 horas a pessoa já está sendo atendida e tomando medicação inclusive” conta o diretor do hospital, mas não é isso que a população tem vivenciado.


‘Como pode uma cidade com mais de 90 mil habitante ter só um posto de saúde por que não pode nem chamar isso de hospital’.


A equipe de reportagem da RecordTV esteve no hospital e oque não faltou foi reclamação do hospital. VEJA O VÍDEO AQUI

Luxos e contratos suspeitos levam TSE a quebrar sigilo de partido político | RP

Um helicóptero e um avião para uso particular, mansões, carros de luxo para familiares, viagens nababescas ao exterior. Tudo isso pago com dinheiro do fundo partidário, a generosa fonte de recursos públicos que abastece as contas das dezenas de partidos brasileiros.


EURÍPEDES JÚNIOR (IMAGEM:DIVULGAÇÃO VEJA.com)

Uma investigação em curso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mapeou um caso ilustrativo de como os milhões de reais do fundo, criado para financiar a atividade política das siglas, têm sido usados para bancar a doce vida de dirigentes partidários.


No centro da investigação está Eurípedes Júnior, um inexpressivo ex-vereador da cidade goiana de Planaltina, vizinha de Brasília. Escolhido para comandar o Pros, partido criado em 2013 para reforçar a base da então presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional, ele passou a usar o dinheiro do fundo partidário como se fosse seu – e se lambuzou quanto pôde.


Foi justamente essa festança que deu origem à apuração, aberta a pedido do Ministério Público. Por ordem da ministra Luciana Lóssio, o TSE quebrou o sigilo bancário de todas as contas do diretório nacional do partido e tomou depoimentos de dirigentes e filiados da sigla. O que se descobriu até aqui é um assombroso festival de irregularidades com o dinheiro do contribuinte.


Eurípedes Júnior comprou um helicóptero e um avião bimotor para uso próprio, investiu em imóveis e fechou contratos superfaturados de aluguel de carros que, ao fim e ao cabo, serviam para transportar parentes e amigos dele. A investigação do TSE mira os gastos do Pros em 2014 e 2015 (só em 2015, a sigla recebeu 16,8 milhões de reais do fundo partidário).


O helicóptero foi comprado por 2,4 milhões. Só a empresa que intermediou o negócio recebeu 266 000 reais do fundo. Segundo a investigação, Eurípedes tem usado a aeronave para “fins particulares” e para “empréstimos a seus amigos”. O presidente do partido pagou ainda 400 000 reais por um bimotor que, segundo integrantes do próprio partido, também tem servido para “fins pessoais”.


No mesmo período, o presidente do Pros usou o fundo partidário para comprar cinco imóveis. Um deles, uma mansão no exclusivo Lago Sul de Brasília, custou 4,5 milhões de reais. Uma casa vizinha, também adquirida pelo partido, foi comprada por 2,2 milhões de reais.


A lista de aquisições inclui duas casas na cidade de Planaltina, berço político de Eurípedes Júnior. Não há, segundo os documentos anexados ao TSE, nenhuma indicação de que os dois imóveis tenham sido adquiridos para servir às atividades do partido.


O processo também mostra que Eurípedes contrata os funcionários do Pros por meio de empresas terceirizadas de parentes e amigos. Os valores pagos, sustentam testemunhas, são superfaturados. Além disso, alguns dos funcionários nem sequer aparecem para trabalhar. O dinheiro do fundo partidário foi usado ainda para pagar o aluguel de automóveis de luxo para uso pessoal de parentes de membros da cúpula do partido.


A investigação mira também diversos contratos com escritórios de advocacia, alguns suspeitos de servirem apenas de fachada para repasses de recursos, e inúmeras viagens ao exterior sem nenhuma relação com as atividades partidárias. Entre os destinos, estão Paris e Pequim.


Em depoimentos ao tribunal, dirigentes do Pros denunciaram os abusos do presidente do partido. Membro da executiva nacional e secretário jurídico da sigla, o advogado João Leite diz que Eurípedes Júnior é centralizador e costuma tomar sozinho as decisões partidárias, que depois são chanceladas por atas assinadas por aliados.


“O Eurípedes está acabando com o partido, está usando o dinheiro do fundo partidário em benefício próprio, como se fosse dele”, diz o tesoureiro do partido, Niomar Calazans.


Eurípedes Júnior é personagem recorrente em histórias pouco republicanas. Na delação da Odebrecht, por exemplo, ele é citado como um dos destinatários de 7 milhões de reais distribuídos pela empreiteira a partidos aliados do PT para que apoiassem a reeleição de Dilma Rousseff, em 2010.


Na decisão que quebrou o sigilo das contas da legenda, a ministra Luciana Lóssio sustenta que “há fortes indícios de irregularidade na aplicação dos recursos do fundo partidário pelo presidente do Pros”.


“Os recursos do fundo partidário, por serem de natureza pública, devem seguir os mesmos princípios que norteiam a utilização das verbas públicas em geral, quais sejam: legalidade, legitimidade, economicidade, moralidade e finalidade”, emendou a ministra.


Apesar das graves suspeitas, Luciana Lóssio negou pedido do Ministério Público Eleitoral para suspender liminarmente os repasses mensais do fundo partidário ao Pros. Ela ressalvou, porém, que pode rever a decisão, dependendo das provas que surgirem a partir da quebra do sigilo. Ao final do processo, o partido pode ser punido até com a cassação de seu registro.


Só neste ano, as 35 siglas registradas na Justiça Eleitoral receberão 817 milhões de reais do fundo partidário.


FONTE: VEJA.com

‘Operação Rápido Planaltina’ é realizada nesta manhã contra a dengue em garagem | RP

A Prefeitura através da Secretaria de Saúde com seus agentes de combate a Endemias, juntamente com o apoio do Corpo de Bombeiros, realizaram na manhã desta quinta-feira (20), a ‘Operação Rápido Planaltina’, lote particular, porém com grande foco do mosquito Aedes e um perigo à toda região. Devido situação de risco e autorizado judicialmente, foi realizada a operação com grande sucesso e empenho de todos os envolvidos. 

A luta continua! denuncie e ajude a administração a notificar os locais de risco e multar aqueles que não se preocupam com o bem comum. Planaltina é a cidade de TODOS NÓS! Colabore, limpe e denuncie!


NOTIFICAÇÃO FISCALIZAÇÃO DE POSTURA: 3637-1273


DÚVIDA E INSPEÇÃO DE LOTES: 3637-1601

IMAGENS: Prefeitura Municipal de Planaltina Goiás

FONTE: Prefeitura Municipal de Planaltina Goiás

Foragido é recapturado pela Polícia Militar em Planaltina Goiás | RP

APÓS A EQUIPE DE POLICIAIS TOMAREM CONHECIMENTO DE QUE HAVIA UM MANDADO DE PRISÃO AGUARDANDO CUMPRIMENTO EM DESFAVOR DO CONDUZIDO, CONSEGUIRAM OBTER ALGUMAS INFORMAÇÕES E FOI DESCOBERTO ONDE O MESMO SE ENCONTRAVA.

OS POLICIAIS SE DESLOCARAM-SE ATÉ O LOCAL ONDE A EQUIPE FOI AUTORIZADA A ADENTRAR NA RESIDÊNCIA. NA BUSCA DOMICILIAR LOCALIZARAM O INDIVÍDUO VULGARMENTE CONHECIDO COMO ‘GORDO’ NO INTERIOR DA CASA. ELE FOI ALGEMADO E CONDUZIDO AO HOSPITAL SANTA RITA DE CÁSSIA PARA CONFECÇÃO DO RELATÓRIO MÉDICO E POSTERIORMENTE AO CIOPS ONDE FOI APRESENTADO AO POLICIAL CÍVIL DE PLANTÃO PARA OS PROCEDIMENTOS DE PRAXE. LEMBRANDO QUE BRUNO É PRIMO DO LUAN, VULGO ‘CHICO’ QUE TAMBÉM FOI RECAPTURADO PELA POLÍCIA MILITAR DE PLANALTINA GOIÁS NO DIA 18/04/17.


EQUIPE CHARLIE:

CABO AMORIM 

SOLDADO FERNANDO FERREIRA


FONTE: Polícia Militar

Polícia Militar apreende drogas e pés de maconha em lote no Jardim Paquetá | RP

APÓS DENÚNCIA ANÔNIMA QUE NA QUADRA 52 DO BAIRRO JARDIM PAQUETÁ ESTARIA OCORRENDO COMERCIALIZAÇÃO DE ENTORPECENTE, A EQUIPE DE POLICIAIS MILITARES DESLOCARAM-SE AO LOCAL E AO CHEGAREM CONSTATARAM QUE EM UMA RESIDÊNCIA HAVIA DUAS CÂMERAS DE MONITORAMENTO. FOI REALIZADO O CERCO ONDE CONSEGUIRAM ABORDAR O AUTOR SAINDO DE SUA CASA. NA BUSCA PESSOAL NADA DE ILÍCITO FOI ENCONTRADO.


 POR SEGUINTE, FIZERAM A BUSCA DOMICILIAR ONDE FOI LOCALIZADO APROXIMADAMENTE 30 GRAMAS DE MACONHA, UMA QUANTIA DE R$ 78,00 EM ESPÉCIE E 04 CÂMERAS DE MONITORAMENTO. APÓS ENTREVISTA POLICIAL, FOI CONSTATADO QUE O LOTE AO LADO DA RESIDÊNCIA DO AUTOR ESTAVA SENDO CUIDADO PELO MESMO. PELO TIROCÍNIO POLICIAL DAS EQUIPES, DECIDIRAM TAMBÉM FAZER UMA VARREDURA NESSE LOTE ONDE FOI ENCONTRADO 04 PÉS DE MACONHA, APROXIMADAMENTE 36 GRAMAS DE MACONHA, APROXIMADAMENTE 40 GRAMAS DE COCAÍNA E 10 PAPELOTES DE COCAÍNA PRONTA PARA COMERCIALIZAÇÃO. 


DIANTE DOS FATOS, FOI FEITA A PRISÃO EM FLAGRANTE DO INDIVÍDUO QUE SE ENCONTRAVA CUMPRINDO ALBERGUE PELO CRIME DE TRÁFICO DE DROGAS. EM SEGUIDA, SE DESLOCARAM AO HOSPITAL SANTA RITA DE CÁSSIA PARA CONFECÇÃO DO RELATÓRIO MÉDICO E POSTERIORMENTE AO CIOPS DE FORMOSA-GO ONDE FOI APRESENTADO PARA DELEGADA DE PLANTÃO JUNTAMENTE COM OS OBJETOS PARA REALIZAÇÃO DA A.P.F EM DESFAVOR DO INFRATOR DA LEI.

IMAGEM:DIVULGAÇÃO PM


EQUIPE ALPHA:

SARGENTO SILVA NETO

CABO AMORIM 

SOLDADO FERNANDO FERREIRA

SOLDADO LANDERSON
APOIO:

SARGENTO ABREU 

 SOLDADO FRAZÃO
FONTE: Polícia Militar


aconteceu, virou notícia.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: