Governo do DF não autoriza reajuste nas passagens de ônibus do Entorno | RP

Na última sexta-feira (18), ANTT autorizou aumento de 25% na tarifa, mas decisão final é do Executivo local, responsável pela gestão do sistema desde 2021.

A Secretaria de Transporte e Mobilidade do Distrito Federal (Semob) informou, na manhã desta quarta-feira (23), que não há previsão de reajuste nas passagens dos ônibus do Entorno, mesmo após a autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Na última sexta-feira (18), a agência permitiu reajuste de até 25% nas tarifas, conforme publicação no Diário Oficial da União (DOU). No entanto, segundo a ANTT, “os entes públicos locais podem considerar ou não o reajuste proposto pela agência para o semiurbano em todo o Brasil”.

Como o governo do DF assumiu a gestão do sistema de transporte público no Entorno desde agosto do ano passado, cabe ao Executivo local definir a política tarifária do serviço. Segundo a Semob, por enquanto, os valores permanecem os mesmos.

A permissão concedida pela ANTT autorizava reajuste de até R$ 2, em alguns trechos. A passagem do Novo Gama para Brasília, por exemplo, que custa R$ 8,40, poderia passar para R$ 10,51. Já de Águas Lindas de Goiás, estava autorizada para subir de R$ 7,80 para R$ 9,75.


No ano passado, o governo do DF assumiu a gestão e a fiscalização do transporte rodoviário de passageiros entre a capital e 11 cidades do Entorno. Ao todo, a Semob se tornou a responsável por 396 linhas de ônibus, que ligam Brasília aos municípios goianos.

Em fevereiro do ano passado e de 2020, as passagens tiveram reajuste, em porcentagens de 4,1% e 6,98%, respectivamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s