Só uma das 14 cidades em Goiás com mais de 100 mil habitantes não tem caso de coronavírus | RP

Apenas uma cidade das 14 com mais de 100 mil habitantes em Goiás não apresentou até o momento nenhum caso comprovado de novo coronavírus (Covid-19). O que torna o caso de Novo Gama mais curioso é que a cidade – com 115.711 habitantes, segundo o IBGE – fica ao lado de uma das regiões mais críticas do País, o Distrito Federal, de duas das cinco cidades goianas com mais casos de Covid-19: Luziânia e Valparaíso de Goiás. Porém, passado um mês desde que surgiram os primeiros pacientes confirmados em Goiás, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Novo Gama está apenas com dois casos suspeitos e 19 descartados da doença.

Quando se amplia o número de cidades goianas para as 20 maiores, entram na lista das sem Covid-19 mais duas: Planaltina, também no Entorno, e Mineiros. Santo Antônio do Descoberto, que não consta no último boletim da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), teve o primeiro caso registrado nesta segunda-feira (13).

A titular da SMS de Novo Gama, Wisliane Maximiano do Nascimento, diz acreditar que a ausência de casos na cidade se deve ao trabalho de orientação feito pelo poder público junto à população, à rapidez tanto do governo estadual como da prefeitura para adotarem medidas de restrição de mobilidade, fechamento de serviços, escolas e comércio e, mais especificamente por parte da secretaria, ao monitoramento dos casos suspeitos tanto dentro da cidade como da população local que se consulta em Gama e Santa Maria, regiões administrativas do DF que ficam praticamente anexas ao município, do outro lado da DF-290.

“Nós fazemos reuniões diárias desde o momento em que saiu o primeiro decreto do governador, criamos uma comissão especial para tratar do assunto, oferecemos um número de celular 24 horas para atender a população, levando equipes de profissionais de saúde até os domicílios, higienizamos três vezes por dia locais de grande fluxo, como rodoviária e fazemos investigação imediata de todos os casos suspeitos em cima. Estamos em cima”, comentou Wisliane.

Dúvida sobre caso

Em Santo Antônio do Descoberto, cidade de 74.744 habitantes também no Entorno, não havia nenhum caso de coronavírus até quinta-feira, e até esta segunda-feira a prefeitura local estava na dúvida se poderia incluir ou não como da cidade o caso confirmado. É que se trata de uma moradora que, segundo o secretário municipal de Saúde, Antonio Marcos Santos Pereira, estava praticamente morando e trabalhando em Brasília (DF). Só agora veio a confirmação oficial que o caso seria registrado na cidade de origem da paciente, no caso Santo Antonio.

A mulher estava se mudando para a residência de um companheiro no Distrito Federal e teria feito um teste em um laboratório particular da capital por “desencargo de consciência” após uma tosse. O resultado deu positivo na quinta-feira (9) e no dia seguinte ela resolveu se refugiar em sua residência de Santo Antônio, sozinha. “Ela pegou um Uber e se isolou aqui, avisando a gente, foi bastante colaborativa. Ela era assintomática, se não fosse essa precaução dela, nem saberia que estava (com coronavírus)”, comentou o secretário.

Pereira acredita que a cidade só tem esse caso por enquanto, mesmo com o grande fluxo de moradores para o Distrito Federal, por dois motivos principais: não estar às margens de uma grande rodovia, como a BR-060, por exemplo, e porque, segundo ele, boa parte dos habitantes que trabalham em Brasília e região moram sozinhos e circulam pouco na cidade.

“Eles ficam o dia todo no Distrito Federal e aqui nós seguimos a orientação do governo estadual e restringimos bastante a circulação das pessoas. Só hoje que teve uma liberação parcial, mas mesmo assim a população volta à noite do Distrito Federal e fica em casa”, comentou o secretário.

Em Mineiros, com 66.801 habitantes, a titular da Secretaria Municipal de Saúde, Rosangela de Rezende Amorim, diz que tanto a pasta como a prefeitura estão fazendo um trabalho de orientação e convencimento junto à população desde que os primeiros casos foram registrados em Goiás e o governo estadual baixou decretos de restrição. Primeiro conversando com escolas e comerciantes, depois em locais de grande fluxo, sempre distribuindo máscaras e monitorando a circulação das pessoas para evitar aglomerações.

“Houve um grande desespero no comércio, muitos ficaram revoltados, mas tivemos muita conversa. Organizamos os fluxos na cidade, normatizamos o transporte dos servidores da indústria, a prefeitura deu férias coletivas, mantendo só os serviços essenciais da saúde e mesmo assim restringindo apenas ao que era fundamental. Temos contado muito com a colaboração das pessoas”, afirmou a secretária.

A reportagem não conseguiu falar com a Secretaria Municipal de Saúde de Planaltina, cidade com 89.918 pessoas no Entorno do DF e que também não tem nenhum caso registrado de coronavírus oficialmente.

Números

Cerca de 90% dos casos confirmados da Covid-19 em Goiás se concentram nas 20 maiores cidades goianas, que somam 60% da população, considerando apenas os municípios deste grupo que registraram o novo coronavírus. A maioria das ocorrências comprovadas está em Goiânia (55%). (De O Popular)


REDE PLAN • O seu canal de notícias.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s