Holandês radicado no Brasil morre no Presídio de Planaltina Goiás | RP

Dennis Petronella Marcel Gerardus Vanweersch, de 40 anos, foi encontrado morto no presídio de Planaltina de Goiás (259 km de Goiânia) na tarde desta sexta-feira (15). A suspeita inicial é que ele tenha se matado com um lençol amarrado em uma das grades da cela.

Vanweersch é holandês radicado no Brasil e havia sido preso em agosto deste ano em operação da Polícia Civil denominada Ícarus que durou seis meses. As investigações se iniciaram a partir do desaparecimento do piloto Bruce Lee Carvalho dos Santos, ocorrido no dia 12 de dezembro do ano passado.

A 9ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou que já foram tomadas as devidas providências administrativas necessárias em relação à morte do custodiado Dennis Petronella. O preso cumpria pena no local com base no artigo 288 do Código Penal Brasileiro, que se refere a associação criminosa.

O detento, que estava sozinho em uma das celas da unidade, foi encontrado sem os sinais vitais, em estado suspeito de enforcamento. Segundo informações inciais, a morte do preso foi identificada durante contagem dos presos. Ele estava de pé, com corpo rígido, perto de uma das grades. A Polícia Civil foi acionada. A Polícia Técnica Cientifica foi chamada para o recolhimento de vestígios que auxiliaram na investigação sobre a morte.

Operação

A operação que terminou com sete presos revelou um grupo que agia de maneira perigosa para traficar drogas. A Polícia Civil divulgou à época que a organização cooptava pilotos de aeronaves para realizarem voos com o propósito de buscar drogas em países vizinhos, principalmente Bolívia, Colômbia e Peru.

Depois de trazida para o Brasil, a droga era armazenada e preparada para ser exportada para países da Europa, principalmente França, Holanda, Alemanha e Bélgica. Diversos artifícios eram utilizados para a remessa da droga, escondida em meio a produtos destinados à exportação, como granito, mármore e também em cargas de gêneros alimentícios.

Dennis Petronella comandava o esquema e vivia, assim como seus comparsas, uma vida de luxo, ostentando viagens para Dubai, Ilhas Maldivas, passeando em carros de luxo, vivendo em condomínios fechados etc. Foram apreendidos dois jatos de propriedade dos chefes da organização e um helicóptero.

A Polícia Civil também apreendeu 571 mil reais, dentre os quais 77 mil dólares, dois jatos executivos e um helicóptero, além de um jetski. Uma das aeronaves foi apreendida em Sorocaba, interior paulista, já o outro jato e o helicóptero foram apreendidos em Goiânia. Os policiais civis também apreenderam 8 relógios Rolex e 5 Hublot durante as buscas.

Sobre o nome da operação

A operação foi batizada com o nome Icarus em referência a um personagem da mitologia grega. Icarus é um deus que voou muito próximo do sol e acabou morrendo porque suas asas eram de cera e derreteram.


REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Via: O popular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s