Lotéricas deixarão de receber contas da Enel Goiás | RP

A Enel Distribuição Goiás, antiga Celg, anunciou ontem que a partir do dia 5 de agosto as faturas de energia da companhia não poderão mais ser pagas nas casas lotéricas, nos correspondentes Caixa Aqui e nas agências bancárias da Caixa Econômica Federal. Isso porque o contrato de arrecadação foi encerrado com a instituição bancária.

Segundo a distribuidora, isso ocorreu devido ao reajuste de cerca de 30% proposto pelo banco na tarifa cobrada para receber as faturas nesses locais de atendimento. A diretora de Mercado da Enel Brasil, Marcia Roque Vieira, afirma que o valor proposto pela Caixa chega a ser 51% acima do atualmente contratado pela Enel em canais semelhantes de outros bancos.

É um tema do mercado e não só da Enel. Temos tentado desde o ano passado uma negociação e, infelizmente, chegamos a 5 de agosto fechando o contrato”, pontua ela. A medida também passará a valer no mês que vem para a distribuidora da Enel no Ceará. Já para setembro está previsto o mesmo cancelamento das opções de pagamento para os consumidores de energia das distribuidoras da multinacional tanto no Rio de Janeiro como em São Paulo.

Uma das justificativas da empresa para reforçar a decisão é de que se o contrato fosse renovado poderia refletir na conta de energia, o que atingiria também os consumidores. De acordo com a distribuidora, as taxas de arrecadação entrariam no cálculo da tarifa de energia na revisão tarifária que ocorrerá daqui a quatro anos. “É cultural, os clientes vão à agência. Mas oneraria”, explica Marcia sobre o repasse dos custos e a mudança de hábito que os goianos vão sentir.

Como alternativa, a Enel diz que a orientação é para que os clientes de bancos conveniados (Banco do Brasil, Santander, Bradesco, Itaú, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Banco de Brasília, Intermedium, Safra, Mercantil, Bancoob e Sicredi) cadastrem suas contas em débito automático, o que é possível ser feito pelos canais de atendimento dos próprios bancos. Atualmente, a distribuidora informou que já teria 220 mil clientes cadastrados que pagam a fatura por meio do débito automático.

Outra opção indicada é pagar a fatura por meio do serviço de internet banking e nos caixas eletrônicos dos bancos conveniados, desde que seja correntista. A Caixa Econômica também continua recebendo pagamento das contas de luz de correntistas do banco nos canais eletrônicos. Permanecerá ativo também o serviço de pagamento online que dispensa a apresentação da fatura de energia para realização do pagamento, o que permanecerá disponível nas Lotéricas e Correspondentes da Caixa com a cobrança de R$ 2,80 na próxima fatura.

A Enel disponibilizará 1,7 mil agentes arrecadadores para pagamento das faturas de energia elétrica, como supermercados, farmácias ou grandes comércios. Aumentou esse número após a decisão. “Fechamos contrato com outro agente. O consumidor pode entrar no site e procurar os pontos de arrecadação pelo bairro.” Se houver sobrecarga, Marcia diz que poderão prospectar mais opções nas regiões com maior demanda.

Por nota, a Caixa esclareceu que tem interesse em “manter o recebimento de todas as contas de arrecadação no canal lotérico, desde que os valores pagos a título de tarifas sejam compatíveis com os custos absorvidos”. O banco diz que negocia com empresas que geram boletos para continuar a arrecadação.

Fomte: O Popular

REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s