Enel anuncia redução de 5,08% nas tarifas de clientes residenciais | RP

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 22, o reajuste tarifário da Enel Distribuição Goiás, com uma redução média a todos os consumidores de 3,9%. O efeito médio para os consumidores de baixa tensão é uma redução de 4,32%, sendo que para os clientes residenciais a queda será de 5,08%. Para os consumidores de média e alta tensão, em geral indústrias e comércios de médio e grande porte, a redução será de 2,89%. O reajuste já passa a vigorar a partir desta terça-feira, 22.

Segundo a companhia, o item que mais contribuiu para a redução tarifária da Enel Distribuição Goiás foi o custo com pagamento de encargos setoriais. A redução de 6,42% nesses encargos ocorreu devido a quitação antecipada dos empréstimos realizados pelo setor elétrico nos anos de 2013 e 2014 para pagamento das Usinas Termoelétricas que tiveram que produzir energia naquele período intenso de seca, a custos mais elevados.

Economia

Mesmo com a redução no valor da tarifa, a Enel reitera sobre a importância do consumo consciente pelos clientes. Entre agosto e setembro, Goiás tem apresentado recordes de altas temperaturas e de baixa umidade do ar, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Durante este período de forte calor e seca é muito comum intensificar o uso de equipamentos refrigeradores, como ar condicionado, ventiladores e umidificadores de ar, que aumentam o consumo de energia. Além disso, com as altas temperaturas os eletrodomésticos consomem mais energia impactando no consumo.

Confira as dicas da Enel que podem ajudar a economizar nesta época de calor:

Ar condicionado:

  • Escolha modelos mais econômicos, com selo Procel e classificação A.
  • Evite entrada de sol no ambiente refrigerado e instale o aparelho em local com boa circulação de ar
  • Ajuste a temperatura para em torno de 23°C. As temperaturas mais baixas podem não ser alcançadas e fazer o aparelho trabalhar o tempo todo em potência máxima.
  • Mantenha os filtros de ar limpos.
  • Compre o equipamento com potência adequada ao tamanho do ambiente onde pretende instalá-lo.
  • Um aparelho com potência de 10.000 BTU’s, usado 8 horas por dia, consome em média 142 kWh no mês, que corresponde a R$ 132,06 na conta de energia, considerando a tarifa de energia residencial comum com impostos e bandeira tarifária (R$ 0,93 kWh em GO).

Geladeiras, freezers, adegas e cervejeiras:

  • Evite abrir os equipamentos com frequência, pois o ar quente exige mais energia para resfriar e atingir novamente a temperatura ajustada.
  • Não utilize a parte de trás para secar objetos.
  • Degele e limpe a geladeira com frequência.
  • Não forre as prateleiras, isso dificulta a circulação interna do ar.
  • Instale o aparelho em um local bem ventilado, longe do fogão, aquecedor e áreas expostas ao sol.
  • Faça revisões periódicas, com profissionais capacitados, das borrachas de isolamento das portas e sensores de temperatura, para evitar consumo excessivo.

Chuveiro elétrico:

  • Feche a torneira para se ensaboar.
  • Tome banhos rápidos e, se possível, com a chave de temperatura na posição “verão”, o que pode reduzir o consumo em até 30%.
  • Compre sempre chuveiros de menor potência (2 a 6 kW), que são eficientes e consomem menos.
  • Limpe com frequência os orifícios de saída de água. Se não estiverem limpos, haverá menos água e o chuveiro terá que ficar mais tempo ligado.

REDE PLAN aconteceu, virou notícia.


Fonte: Jornal Opção

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s