Arquivo da categoria: CIDADES

Após 7 jogos, Planaltina é superado na última rodada e se prepara para as quartas de final | RP



Já classificado com 3 rodadas de antecipação e 7 vitórias consecutivas, os piratas do Planaltina foram até a casa do adversário para fechar a fase grupos contra a equipe do Taguatinga.

Com a derrota por 2×0, o Galo finalizou a rodada na segunda colocação do grupo B, e vai pagar o Real Brasília que garantiu a terceira colocação do grupo A.

A partir da próxima fase os jogos serão realizados no sistema eliminatório, com partidas de ida e volta.

#REDEPLAN •| Aconteceu, virou notícia!

Alunos encontram barata em merenda servida por escola no Distrito Federal | RP

Na última quinta-feira, 23, uma aluna da rede pública de ensino do Distrito Federal relatou ter encontrado uma barata em meio à merenda servida no Centro Educacional 03, de Sobradinho.

Em entrevista ao programa “DF2”, os estudantes da escola, que funciona no modelo de gestão cívico-militar, afirmaram que uma das alunas passou mal após consumir o alimento. 

Em imagens divulgadas nas redes sociais, é possível ver o inseto na massa no lanche.

Em nota, a instituição afirmou que o caso é isolado e que o lote do qual veio a massa que havia a barata já foi recolhido. As informações são do portal de notícias UOL.

Segundo a unidade escolar, as merendeiras responsáveis pela distribuição dos lanches para os alunos foram orientadas a verificar mais atentamente as embalagens na hora de preparar os alimentos. 


Fonte: O Povo

Morador esquece panela no fogo e causa princípio de incêndio no DF | RP

Os moradores do Via Majestic, em Águas Claras, passaram por um susto na manhã deste domingo (26/6). No horário de almoço, por volta de 11h30, o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) foi acionado para atender um princípio de incêndio em um apartamento do 28º andar do prédio.

Um dos moradores esqueceu a panela no fogo, causando um superaquecimento no utensílio. Apesar do susto, a corporação explicou, em nota, que a situação foi controlada por “populares antes da chegada do CBMDF” e ressaltou que não houve vítimas.

Segundo os Bombeiros, também não houve danos materiais graves no apartamento. “Apenas escurecimento das paredes do apartamento”, notifica o CBMDF.

Marcos Vinicius Nascimento, gerente da padaria Bonnapan, conta que presenciou a ação dos bombeiros. “Como nosso estabelecimento fica bem em frente ao prédio do Vila Majestic, presenciamos o que aconteceu. Foi tudo resolvido muito rápido. Questão de 10 a 15 minutos. Eles evacuaram algumas pessoas, fizeram a averiguação e depois estava tudo certo”, detalha.

O que fazer

Alguns cuidados devem ser adotados diante de um incêndio. Confira as orientações do CBM:

Ligue imediatamente para o 193, informando o endereço correto e, se possível, um ponto de referência;
Não tente apagar as chamas por conta própria, pois isso coloca em risco o cidadão comum e pode torná-lo uma vítima;
Priorize pela evacuação do local e a prestação do auxílio a pessoas com dificuldade.

VIA: Correio Braziliense

Filho que matou o pai em Planaltina-GO vai a Juri popular nesta segunda-feira (27) | RP

Um crime cruel chocou a cidade de Planaltina-GO em março de 2019. O fato aconteceu na quadra 11 do setor Oeste, após uma discussão, que se iniciou por consumo de bebida alcoólica.

A vítima identificada como Diógenes de Assis Ribeiro, 43 anos, foi morto pelo próprio filho, Dayvison Assis Ribeiro, 25 anos, com golpes de faca.


O fato aconteceu após ambos estarem na feira coberta da cidade, ingerindo bebida alcoólica, quando ao chegar a casa da namorada da vítima, houve um desentendimento, onde o autor em posse de uma arma branca (faca), desferiu mais de 10 golpes na vítima.

Diógenes chegou a ser socorrido pelo SAMU, e levado ao Hospital Municipal Santa Rita, de Planaltina-GO, mas diante da gravidade dos ferimentos, foi transferido até o Hospital Regional de Planaltina-DF, mas acabou não resistindo aos ferimentos e vindo a óbito.

Dayvison Assis Ribeiro, teria fugido após cometer o crime, mas foi preso pelo GIH – Grupo de Investigação de Homicídios de Planaltina-GO.

Fonte: Redação | PM

Agora, Dayvison Assis vai a juri popular, que está marcado para as 13h desta segunda-feira (27/06/2022) no fórum de Planaltina-GO.

Polícia é acionada e recolhe carro de som por perturbação do sossego na 8 norte | RP

11ºCRPM/ 21°BPM

POLÍCIA MILITAR NO COMBATE À PERTURBAÇÃO DO SOSSEGO

Data: 26/06/2022
RAI N°- 25339374

Histórico:

1️⃣ Empenhada pelo COPOM, equipes policiais militares deslocaram à quadra 8 do setor norte, Planaltina Goiás, onde estava ocorrendo, segundo a vítima, uma perturbação do sossego causada por som automotivo.

2️⃣ O responsável pelo veículo foi abordado e orientado sobre a contravenção penal e foi-lhe informado das medidas cabíveis, tais como remoção do veículo e confecção do TCO, onde o mesmo negou-se a assumir o compromisso de comparecer em Juíz, dessa forma, o responsável pelo veículo foi conduzido à Delegacia de Polícia, onde foi lavrado TCO por perturbação do sossego alheio.

Equipe DELTA
SGT RONALDO
CB GONÇALVES

APOIO

Equipe CHARLIE
CB ROSSI
CB NARONE

EQUIPE CHARLIE II
SGT PAULO
CB DUTRA

CPU
Sub Ten IRLAND

Comandante do 21° BPM
Major Sena

🚨🚔Emergência 190🚔🚨

🚔POLÍCIA MILITAR- VOCÊ PODE CONFIAR🚔

Visite nosso portal: http://www.pm.go.gov.br

Instagram Oficial
@pmgoplanaltina

Enfermeira que estava no parto de Klara Castanho e tentou pedir dinheiro para emissoras é demitida | RP

Após a atriz, Klara Castanho desabafar que foi estuprada e que entregou o bebê à adoção, jornalistas, famosos e anônimos se revoltaram com a exposição do caso que culminou no comunicado feito pela atriz de 21 anos no último sábado (25).

De acordo com informações do Notícias da TV, o marido de uma enfermeira ligou para a Record, RedeTV! e até jornalistas que escrevem sobre celebridades para vender informações sobre o parto da atriz que aconteceu em maio deste ano.

SAIBA MAIS! Com manifestações de apoio de famosos após relato de estupro, Klara Castanho volta a se pronunciar; veja

Uma fonte explicou ao “vendedor” que jornalistas não pagam por informações e o homem ficou revoltado. Ele afirmava que a “esposa era enfermeira de um hospital e que tinha uma bomba da Klara Castanho. Queria dinheiro”.

Porém, nenhum veículo de comunicação aceitou ‘comprar’ as tais informações e de acordo com o jornalista André Romano do site Observatório da TV, do UOL na manhã deste domingo (26), revelou que a enfermeira foi demitida do hospital por Justa Causa.

Na web, os internautas clamam por “Justiça” e pedem que a enfermeira responda criminalmente. Vários famosos prestaram solidariedade para Klara Castanho, assim como anônimos que estão chocados com o relato da atriz.

APOIO DE FAMOSOS

Entre alguns famosos que se posicionaram estão Taís Araújo e Paolla Oliveira, atualmente estrelas de Cara e Coragem, novela das sete da Globo, onde ambas já trabalharam com Klara Castanho. Thalita Rebouças também se pronunciou, onde a atriz já integrou o elenco de três filmes da escritora.

“A violência que sofreu e a sua dor tornaram-se públicas sem que fosse um desejo seu, sem que fosse garantido o seu direito à privacidade. Te conheço desde de criança, conheço sua mãe, sua família e tenho muito respeito e amor por vocês. Se cuide, se proteja e se preserve. Todo meu amor e respeito”, declarou Taís Araújo.

“Klarinha é mais que amiga. Depois de três filmes juntas ela virou minha filha do coração. E esse post é só pra dizer o quanto eu te amo e que eu tô com você, Klara. Segurando sua mão. Hoje e sempre”, publicou Thalita Rebouças.

“Filhota, você é muito especial e eu estarei sempre ao seu lado. Você é maior do que qualquer um ou uma que queira se promover ou promover o ódio com seu nome. Amo você. Sinta meu abraço. Sinta-se acolhida por todos que te respeitam. É o que importa sempre, focar no respeito, amor e na justiça”, escreveu Paolla Oliveira que já fez a mãe da jovem em Amor à Vida.

#REDEPLAN •| Aconteceu, virou notícia!

Luva de Pedreiro diz que teve celular hackeado e cita ex-empresário | RP

O influenciador digital Iran Ferreira, conhecido como Luva de Pedreiro, disse hoje que teve seu celular hackeado e por isso deixou de usar o aplicativo Whatsapp. Em uma sequência de stories no Instagram, o baiano afirmou que o número de Whatsapp que usava tinha sido feito por Allan de Jesus, seu antigo empresário, com quem rompeu recentemente.

“Eu tinha um WhatsApp que foi meu ex-empresário que fez, e ele sumiu do meu celular. Hackearam meu WhatsApp. Qualquer mensagem que chegar não fui eu que mandei. Não mandem mensagem mais, não, que hackearam meu WhatsApp. Quem fez foi meu outro empresário. Oxi, rapaz”, disse o influenciador.

Luva e Allan estão em litígio depois que vieram a público detalhes da relação de agenciamento entre os dois. Luva anunciou uma pausa na produção de seus vídeos porque estaria descontente com a forma com que Allan administra seus contratos. O empresário afirmou que Luva ainda tem R$ 2 milhões a receber por acordos de publicidade.
O influenciador, por sua vez, afirmou que já conta com nova equipe de agentes e trata Allan como seu ex-empresário. Luva tem direito a apenas 45% da empresa criada por Allan para receber os valores ganhos pelo influenciador.

Nos stories de hoje, Luva também afirmou que está com a família, “sossegado”: “Mas eu tô de boa, tô bem, graças a Deus. Tô com miha família, sossegado.” Procurado pelo Whatsapp para comentar o suposto hackeamento o telefone do influenciador, Allan de Jesus não havia respondido até a publicação desta reportagem.

Fonte: UOL esportes

#REDEPLAN •| Aconteceu, virou notícia!

“Polícia deve matar mais”: governo de GO reage à repercussão negativa | RP

Tenente-coronel Edson Melo, conhecido por executar o criminoso Lázaro Barbosa, fez a declaração durante debate em programa de TV

Depois da repercussão negativa da declaração do tenente-coronel da Polícia Militar de Goiás (PMGO) Edson Melo de que a “polícia deve matar mais”, o governo do estado informou, em nota neste domingo (26/6), que o oficial “emitiu opinião pessoal”. Ele é ex-chefe de segurança do governador Ronaldo Caiado (União Brasil).

O oficial, que deixou o comando da segurança de Caiado no dia 30 de março para disputar as eleições para deputado federal pelo Podemos, ficou conhecido após executar o criminoso Lázaro Barbosa, há quase um ano, e lançar um livro sobre o assunto. Ele fez a declaração durante o programa TBC debate, divulgado pela Televisão Brasil Central, na última quarta-feira (22/6).



Letalidade

O tema do debate era letalidade nas ações policiais, discutido com o policial rodoviário federal Fabrício Rosa, pré-candidato a deputado estadual pelo PT e doutorando em direitos humanos. Este, por sua vez, também é conhecido por criticar o abuso de autoridade e a violência policial contra a população.

“Acredito que a polícia deve matar mais. Deve matar mais, no sentido de bandido, né? Porque isso reflete diretamente nos dados que aqui tenho”, afirmou o tenente-coronel. “Tivemos uma redução de homicídios em 21%, de 2018 para 2019, já no início do governo de Ronaldo Caiado”, completou. Ele mesmo divulgou o trecho em rede social.

“Não representa diretrizes”

Na nota, o governo estadual afirmou que o tenente-coronel não integra mais a segurança pessoal do governador e emitiu uma opinião pessoal, “que não representa as diretrizes e a política de segurança do governo de Goiás”.

O governo também destacou que o policial nunca teve participação na gestão da segurança pública de Goiás, “que é de responsabilidade exclusiva da Secretaria de Segurança Pública”.

“Em Goiás, a polícia age com firmeza, mas dentro da legalidade. A criminalidade caiu consideravelmente nos últimos anos por consequência de um trabalho integrado das forças de segurança, pelo uso da inteligência, pelo investimento na valorização e qualificação dos profissionais que atuam na rua e pela intolerância com a corrupção”, afirmou o governo na nota.

Discussão

Durante o debate, Fabrício citou casos de repercussão em Goiás após policiais se tornarem réus por excessos que provocaram a morte de civis, como o caso em que quatro pessoas foram assassinadas em ação policial no dia 20 de janeiro deste ano, em uma chácara em Cavalcante. Ele cobrou que houvesse mais rigor nas investigações.

“Não estou querendo dizer que todo policial comete isso [homicídio], mas a gente não pode cair nesta atrocidade, nesta leviandade de dizer que todo policial age correto. Isso não é verdade. Nós que as corregedorias e o controle externo do Ministério Público, nós temos de colocar câmeras [no uniforme]”, disse Fabrício.

O tenente-coronel afirmou que as mortes não são intencionais por parte dos policiais e que são provocadas pelos próprios suspeitos que reagem a abordagens atirando, o que, segundo o oficial, faz com que os agentes de segurança reajam em legítima defesa. “A escolha é sempre do bandido”, afirmou.

Antes de integrar a segurança de Caiado, Edson Melo integrou grupos especializados da PM, como a Rotam e o Batalhão de Choque. “Letalidade policial é um termo de esquerda. É usado de forma política para atingir a polícia”, disse ele.

Mortes violentas

De acordo com o mais recente Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicado em 2021 com dados referentes ao ano anterior, Goiás é o segundo colocado no índice de letalidade policial quando se adota o critério da proporcionalidade de mortes em relação ao total de civis assassinados durante um ano.

“Em Goiás, no ano de 2020, 30% dos homicídios foram praticados pela polícia, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. A média nacional de letalidade policial é de 12% para cada 100. A Organização das Nações Unidades (ONU) vê qualquer dado acima de 10% um índice preocupante”, afirmou Fabrício Rosa.

Ainda de acordo com o documento, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2020, foram assassinadas 6.416 pessoas pela polícia no Brasil. Desse total, 631 foram em Goiás, o que representa 9,83% do total. A população goiana corresponde a 3,4% dos brasileiros.

FONTE: Metrópoles


REDEPLAN •| Aconteceu, virou notícia!


Homens que roubaram R$ 15 mil de casas no DF e Entorno são presos | RP

Os ladrões foram encaminhados à 21ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga Sul, e os bens avaliados em mais de R$ 15 mil foram recuperados


Dois homens acusados de furto a residências foram presos na noite deste sábado (25/6) após um veículo ser identificado durante patrulhamento de militares pela cidade do Núcleo Bandeirante. De acordo com informações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), a identificação do veículo foi realizada pelo serviço de inteligência.

A PMDF, por meio do batalhão da Rotam, foi informada que um veículo VW Gol azul que havia sido identificado sendo usado por ladrões que cometeram furto no interior de uma residência no dia 20 de junho estava transitando pela região. Ao avistar o carro transitando em alta velocidade pela Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB), a equipe se aproximou e viu dentro do carro televisores e eletrodomésticos. Ao pedir que parasse o veículo empreendeu fuga sendo acompanhado até a SIBS Q2 CONJ BC. Com o carro ainda em movimento, dois homens pularam do veículo e o Gol acabou colidindo com um Onix de cor preta. Os dois correram rumo a um descampado mas foram alcançados pelos policiais.

No interior do veículo foram encontrados diversos objetos que haviam sido furtados. Durante a entrevista policial, um dos detidos falou que os objetos foram roubados de uma casa em Luziânia-GO no início da tarde.

Os detidos e o material apreendido foram apresentados à 21ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga Sul, onde uma vítima reconheceu os objetos de sua residência na Candangolândia, avaliados em torno de R$ 15 mil.


REDEPLAN •| Aconteceu, virou notícia!