Passageiros reclamam de atividades irregulares e sujeira na Rodoviária do entorno | RP

Contratempos tem sido um dos problemas enfrentados por quem circula na Rodoviária do Entorno. Em meio ao fluxo intenso de pessoas, os passageiros ainda precisam desviar de camelôs e de produtos à venda expostos no chão. No caminho, é possível encontrar roupas e calçados, itens de cozinha, acessórios para celular e até carrinhos com bebidas alcoólicas e alimentos.
O improviso toma conta na Rodoviária do Entorno, na base do Edifício Touring — planejado para ser ponto turístico de Brasília e usado como terminal desde 2014. A disputa por um espaço entre os ambulantes preocupa a auxiliar de cozinha Rosilene Ferreira, 42 anos. Moradora de Águas Lindas (GO), ela relata que as brigas entre comerciantes são frequentes e assustam pedestres. “Um esbarra no outro, as tendas ficam espalhadas no chão, ninguém consegue passar. Quando passamos por cima, eles acham ruim e brigam conosco”, reclama.
Além de tumultuar o vaivém, Rosilene acredita que a quantidade de vendedores irregulares influencia a falta de segurança no local. “Como fica cheio, isso disfarça a ação de criminosos, que se aproveitam do cenário para roubar e vender drogas.” Para ela, uma solução seria transferir os ambulantes para um local fixo e aumentar o policiamento nas rodoviárias. “Não adianta ficar mandando só fiscalização aqui. Eles vêm, expulsam todo mundo e, assim que vão embora, os ambulantes voltam”, relata a auxiliar de cozinha.
Morador de Valparaíso (GO), Dionnatas de Assis, 29, passa diariamente pela área e conta que sente a insegurança. “Como estamos preocupados em ficar desviando dos vendedores para não bater em nada ou ninguém, criminosos se beneficiam da situação e do movimento intenso para furtarem bolsas e mochilas”, denuncia. Segundo ele, a fiscalização no local é superficial. “Talvez um posto policial fixo aumentaria a nossa sensação de segurança, porque vejo muita coisa errada acontecendo aqui, justamente pela falta de policiamento”, completa.
Além disso, a quantidade de pessoas nos dois terminais compromete a manutenção. Na Rodoviária do Entorno, é perceptível o descaso com a limpeza, e queixas sobre as condições dos banheiros são frequentes. Há lixo no chão, água suja, cheiro de urina, além de atividades irregulares, como cortes de cabelo, que contribuem para a sujeira.
Em nota, o GDF informou que tem “planejado e executado diversas operações em diferentes áreas da cidade, visando melhorar inúmeros aspectos do dia a dia do cidadão”. O Executivo acrescentou que a região central de Brasília é uma das áreas que têm sido estudadas e que, em breve, será alvo de ação especial.

REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Fonte: Correio Braziliense
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s