MP realiza operação contra fraudes em licitações em Formosa | RP

O Ministério Público de Goiás, deflagrou a operação Demóstenes, visando cumprir quatro mandados de prisão preventiva contra acusados de crimes de fraude em licitações, uso de documentos falsos e falsidade ideológica.

O alvo das prisões são, André Luiz Gontijo de Souza, Vanessa Maris Araújo Fernandes, proprietários da empresa Mult-X. E dois engenheiros sendo eles, João Batista Martins e Leonardo Machado Furtado.

De acordo com o MP, investigações apontaram, a existência de organização criminosa integrada pelos acusados voltada para a prática do crime de fraude em licitações, falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

Foram fraudados oito procedimentos licitatórios na pavimentação asfáltica e tapa buracos em Formosa.
Além das prisões o magistrado, atendendo o pedido do MP, decretou o bloqueio de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais) dos réus, como forma de assegurar o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos.

A operação é cordenada pelo os promotores, Douglas Chegury, e Fernanda Balbinot.

Até o fechamento desta matéria, duas pessoas já haviam sido presas.
Os engenheiros, João Batista e Leonardo Machado. André Gontijo e Vanessa Maris, não foram encontrados até o momento.


REDEPLAN aconteceu, virou notícia.


Via: Formosa em Alerta
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s