Dois são presos por ajudar Lázaro na fuga; polícia investiga mais pessoas | RP

“Uma das pessoas presas tentou tirá-lo do perímetro”, afirmou o secretário de segurança de Goiás, Rodney Miranda

Duas pessoas foram presas acusadas de ajudar Lázaro Barbosa na fuga em Girassol (GO). A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança, Rodney Miranda, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (24/6). “Nós fechamos o perímetro. A probabilidade de ele ter saído é muito pequena”, disse o chefe da pasta, completou: “Uma das pessoas presas tentou tirá-lo do perímetro”.

Os dois presos serão levados para a Central de Flagrantes de Águas Lindas. Eles foram autuados por porte ilegal de armas e facilitação da fuga de preso. A força-tarefa não exclui a possibilidade de outras pessoas terem ajudado o criminoso.

Segundo o secretário, as provas são “contundentes” e os policiais identificaram uma casa onde estavam os dois homens acusados de ajudar na fuga do criminoso. Um deles estava com a arma que Lázaro roubou em Cocalzinho (GO), uma espingarda H roxa calibre 22, com 50 munições. Apesar disso, a força-tarefa acredita que Lázaro ainda esteja no perímetro delimitado pelos policiais, pois confirmou que a denúncia de uma testemunha que afirmou tê-lo visto na área hoje.

Em contato com a mãe, Eva Maria, dois dias depois do assassinato de uma família em Ceilândia, Lázaro afirmou que não havia agido sozinho. A perícia no carro, serrote e lençol encontrados na mata ainda não foi concluída, mas os investigadores acreditam que o veículo incendiado não tem relação com o caso.

Mais cedo, foi registrada intensa movimentação das forças de segurança para encontrar pistas do foragido. No início do dia, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar de Goiás continuaram a montar bloqueios ao longo da BR-070. Entre Águas Lindas e Girassol, todos os veículos foram parados e vistoriados em ao menos dois pontos de retenção policial.

Por volta das ,15h, as viaturas das polícias civil e militar fecharam uma estrada de terra na chegada ao distrito de Girassol, próximo a Cocalzinho. Helicópteros se juntaram à operação, que durou toda a tarde e entrou pela noite. A movimentação ocorreu após moradores afirmarem ter visto um homem no local. “Correu para a mata”, disse uma moradora. Cerca de 30 viaturas caracterizadas rondaram a região e o secretário de Segurança Pública de Goiás esteve presente. Durante a entrevista coletiva, ele afirmou que este foi o momento em que um dos suspeitos de colaborarem com Lázaro foi preso.

Em meio às investigações, o advogado Wesley Lacerda, que representa a família de Lázaro, afirmou, em entrevista ao Correio, que tenta entrar em contato com o foragido para convencê-lo a se entregar. Ele chegou a colocar créditos em dois celulares que podem estar com o criminoso.


REDEPLAN • Aconteceu, virou notícia!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s